Ataque contra xiitas no Paquistão mata funcionário da ONU

Ouvir /

Nações Unidas condenam ação em mesquista em Peshawar, que fez pelo menos 19 mortos; secretário-geral pede mais esforços de combate ao terrorismo e em prol da proteção de minorias étnicas.

Foto: ONU Paquistão

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas condenaram fortemente um ataque contra xiitas no Paquistão, ocorrido esta sexta-feira. A ação contra uma mesquita em Peshawar matou pelo menos 19 pessoas, incluindo um funcionário da ONU. Naveed Abbas era paquistanês e trabalhava para o departamento de segurança da organização.

Ao condenar o ataque, o secretário-geral declarou estar "profundamente consternado" com repetidas ações contra civis inocentes, baseadas em suas crenças religiosas. Ban Ki-moon destacou que não há justificativa para esses crimes.

Minorias

Este foi o segundo ataque do tipo no Paquistão em menos de duas semanas. A outra ação recente contra uma mesquista xiita no sul do país matou mais de 60 pessoas.

Ban faz um apelo às autoridades do país para que redobrem esforços de proteção a minorias étnicas e religiosas e para que combatam todas as formas de terrorismo. O secretário-geral espera também que as autoridades levem os autores do ataque à Justiça.

Já o coordenador residente da ONU no Paquistão reafirmou o forte compromisso da organização em proteger os direitos de todas as minorias. Timo Pakkala fez um apelo pela construção da tolerância e de uma forte relação entre comunidades étnicas e religiosas.

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031