Pnud lança programa para combater violência a mulheres no Egito

Ouvir /

Iniciativa da agência da ONU com o Conselho Nacional para Mulheres, NCW, foi lançado em parceria com os ministérios da Justiça, Interior e Negócios Estrangeiros; segundo estudo conduzido pela ONU em 2013, 99% das mulheres egípcias experimentaram algum tipo de assédio sexual.

Bandeira do Egito.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, e o Conselho Nacional para Mulheres, NCW, lançaram um novo programa para combater a violência a mulheres no Egito.

O iniciativa foi feita em parceria com os Ministérios da Justiça, Interior e Negócios Estrangeiros.

Assédio Sexual

De acordo com um estudo conduzido pelas Nações Unidas em 2013, 99% das mulheres egípcias já sofreram alguma forma de assédio sexual.

O objetivo do programa é abordar este problema a fortalecer as capacidades de instituições e mecanismos governamentais, assim como informar o público sobre os impactos negativos da violência a meninas e mulheres, famílias e sociedade como um todo.

Além disso, a iniciativa vai envolver a participação de cidadãos através do desenvolvimento da tecnologia

Tolerância Zero

O diretor do Pnud no país, Ignacio Artaza, afirmou que como seres humanos não se pode tolerar "este sofrimento suportado por meninas e mulheres" e aceitar que os responsáveis por estes atos "desprezíveis" não sejam punidos. Ele disse ainda acreditar que uma "política de tolerência-zero" seja necessária.

O programa é financiado pelo Pnud e vai expor autoridades egípcias a boas práticas de outros países e liderar ações nacionais para lidar com este problema.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031