Inverno severo afeta "milhões de refugiados e deslocados" no Oriente Médio

Ouvir /

Afirmação é do Acnur, a agência da ONU para Refugiados, que diz estar "trabalhando contra o tempo" para ajudar civis; situação preocupa mais no Líbano, onde tempestade de neve bloqueou rodovias.

Abrigo coberto de neve em acampamento de refugiados. Foto: Acnur/H. Etyemezian

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Funcionários do Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, "trabalham contra o tempo" para ajudar milhões de refugiados e deslocados internos que enfrentam um inverno severo no Oriente Médio.

Segundo a agência, a previsão é de que as temperaturas muito frias continuem nos próximos dias, com fortes tempestades de neve. O Acnur está especialmente preocupado com a situação no Líbano, onde já houve danos a 100 abrigos para refugiados.

Comida

No Vale do Becá, a nevasca bloqueou rodovias, dificultando o acesso aos civis que precisam de ajuda, como pessoas que fugiram do conflito na Síria. A Rádio ONU ouviu a brasileira Sara Abdouni, moradora do Becá.

"A gente ajuda desse jeito, a gente só dá roupa e comida. Pessoas como nós, que não são de nenhuma organização, ajudamos desse jeito. Está muito frio, as ruas estão todas com gelo. Onde moramos não é uma cidade grande, então não tem muito quem 'abre' (limpe), então é tudo gelo."

Cobertores

Segundo o Acnur, o Vale do Becá tem cerca de 850 acampamentos informais para refugiados, que se abrigam, por exemplo, em prédios abandonados e garagens. Com fortes ventos atingindo a região, o Acnur entrega cobertores e materiais para reparar danos aos abrigos.

Quase 250 mil pessoas do Vale do Becá estão nesses acampamentos informais e o Acnur revela que refugiados no Monte Líbano, Beirute e nas regiões norte e sul do país também estão sofrendo durante o inverno.

As temperaturas também estão negativas na Jordânia. A neve domina a paisagem no campo de Zatari, onde 20% dos 80 mil refugiados ainda vivem em tendas.

O Acnur afirma que seus funcionários trabalham dia e noite para entregar colchões e cobertores extras e aquecedores para as famílias. Se for levado em consideração apenas os refugiados da Síria, são mais de 3 milhões de pessoas abrigadas em nações vizinhas, como Líbano, Jordânia e Turquia.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031