"Há um ano, Ucrânia não tinha deslocados internos; hoje, são 850 mil"

Ouvir /

Números foram apresentados no Conselho de Segurança pelo subsecretário-geral para Assuntos Políticos; Jeffrey Feltman destaca que a violência está se espalhando para além de Donetsk e chegando a áreas muito povoadas por civis.

Jeffrey Feltman. Foto: ONU/Mark Garten

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O Conselho de Segurança debateu, no fim da tarde desta quarta-feira, a nova onda de violência no leste da Ucrânia. O subsecretário-geral da ONU para Assuntos Políticos mostrou-se preocupado com o aumento do conflito, que segundo ele, está se espalhando para além de Donetsk e Luhansk.

Jeffrey Feltman lembrou que nos últimos dias, forças do governo e separatistas russos lutaram pelo controle do aeroporto de Donetsk e alertou que a violência está alcançando áreas "muito povoadas por civis", em cidades como Donetsk, Mariupol e Debaltseve, áreas que estavam em relativa calma.

Refugiados

Ao Conselho de Segurança, Feltman citou a morte de 12 civis na semana passada, quando o ônibus em que estavam foi atacado. Sobre a situação humanitária, o representante da ONU disse que há um ano, a Ucrânia praticamente não tinha deslocados internos, mas que agora, 850 mil pessoas deixaram suas casas e vivem em outras áreas do país.

Citando fontes ucranianas, Feltman acrescentou que outros 600 mil civis atravessaram as fronteiras e estão vivendo como refugiados em nações vizinhas. O subsecretário-geral disse que o Plano de Resposta da ONU para a Ucrânia pede US$ 189 milhões para este ano, mas que poucos compromissos foram feitos até o momento.

Ameaças

Feltman lembrou que a violência atual ameaça o Protocolo de Minsk, acordo firmado em setembro, que previa um cessar-fogo na Ucrânia. Segundo ele, sinais de progressos, como a troca de prisioneiros, estão sendo minados pelo retorno dos confrontos e por um "profundo impasse político".

O subsecretário-geral falou também sobre sua visita ao país, em dezembro, e lembrou que as Nações Unidas continuam ajudando autoridades e cidadãos ucranianos a alcançar mudanças vitais para a democracia, a segurança e um futuro próspero.

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031