FMI: performance macroeconómica de Moçambique permanece robusta

Ouvir /

Conselho Executivo do órgão completou esta segunda-feira a terceira revisão do desempenho económico do país; principal desafio de curto prazo seria manter crescimento e preservar sustentabilidade fiscal e da dívida.

Maputo, Moçambique. Foto: Banco Mundial/John Hogg

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Conselho Executivo do Fundo Monetário Internacional, FMI, completou esta segunda-feira a terceira revisão da performance de Moçambique.

Segundo o órgão a performance macroeconómica do país "permanece robusta". O crescimento para 2014 está estimado em 7,5% com baixa inflação apesar de uma postura fiscal "expansionista, maior do que a programada", e reserva financeira "modestamente acima da meta".

Desafio

De acordo com o FMI, o maior desafio de curto prazo é manter o ritmo de crescimento preservando a sustentabilidade fiscal e da dívida.

O órgão afirma ainda que consolidação fiscal deve ser iniciada no orçamento de 2015 para restaurar uma "administração fiscal prudente". Apesar de preços de importação baixos terem controlado a inflação, segundo o FMI, o Banco de Moçambique deve permanecer vigilante e manter-se firme à sua meta inflacionária de médio prazo.

Reformas estruturais prioritárias incluem, ainda de acordo com o órgão, melhoria na administração de impostos e do ambiente de negócios, desenvolvimento do setor financeiro e fortalecimento da capacidade institucional para garantir gerenciamento transparente de investimento público.

Ajuda estrangeira

A expectativa é de que o crescimento permaneça forte e amplo a médio prazo, impulsionado por recursos naturais e investimento em infraestrutura. O FMI afirma que ajuste fiscal será essencial para preservar sustentabilidade da dívida e estabilidade macroeconómica.

Com o provável declínio da ajuda estrangeira no médio prazo, Moçambique precisará de empréstimos para alcançar melhorias em infraestrutura e capital humano. Para garantir a eficiência do investimento e dos empréstimos, o FMI afirma ser essencial fortalecer ainda mais planejamento e implementação dos investimentos assim como administração da dívida.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031