FMI nomeia brasileira para vice-diretora gerente e chefe administrativa

Ouvir /

Professora Carla Grasso foi secretária no gabinete da Presidência do Brasil entre 1994 e 1997; ela deve assumir o posto em 2 de fevereiro.

Carla Grasso. Foto: Arquivo Pessoal

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo Monetário International nomeou nesta quarta-feira a brasileira Carla Grasso para o posto de vice-diretora-gerente do órgão.

Em comunicado, a chefe do FMI, Christine Lagarde, descreveu Grasso como uma "líder exemplar e dona de uma mente estratégica".

Mudanças

Professora universitária, Carla Grasso serviu como secretária do gabinete da Presidência da República durante o governo Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso, em meados dos anos 90.

Ela deve assumir o novo posto em 2 de fevereiro. No FMI, Grosso também será encarregada da pasta administrativa do órgão. O cargo foi criado para organizar o gerenciamento do FMI num momento de rápidas mudanças na economia global.

Segudo o FMI, Carla Grasso também tem cidadania italiana. Ela deverá coordenar o orçamento do órgão, recursos humanos, tecnologia e serviços gerais. A professora brasileira também será responsável pelo treinamento de funcionários da entidade financeira.

Após trabalhar na Presidência do Brasil, Grasso tornou-se vice-presidente de recursos humanos da Vale, considerada uma das maiores mineradoras do mundo. Ela também atuou como consultora do Banco Mundial.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031