Banco Mundial alerta que mundo está "despreparado para futuras pandemias"

Ouvir /

Presidente da instituição disse que governos, setor privado e doadores internacionais devem trabalhar conjuntamente; Jim Yong Kim afirmou que eles precisam criar um sistema para ajudar os países a se prepararem para desastres de saúde.

Foto: Banco Mundial/ Curt Carnemark

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Banco Mundial alertou que o mundo está "perigosamente despreparado para enfrentar futuras pandemias".

A declaração foi feita pelo presidente da instituição financeira, Jim Yong Kim, em discurso nesta terça-feira na Universidade Georgetown, em Washington.

Arrasador

Kim afirmou que "o surto de ebola foi arrasador em termos de vidas perdidas e perdas econômicas na Guiné, na Libéria e em Serra Leoa".

Segundo o chefe do Banco Mundial, "é necessário atingir zero caso da doença e, ao mesmo tempo, preparar o mundo para futuras pandemias que podem se tornar mais mortais do que o visto até agora com o ebola".

Ele disse que "as autoridades devem aprender as lições deixadas pelo surto de ebola porque não há dúvida de que o mundo enfrentará outras pandemias nos próximos anos".

Kim afirmou que "governos, companhias de seguros, organizações multilaterais empresas e doadores internacionais devem trabalhar juntos na criação de um sistema para ajudar os países na preparação para desastres de saúde".

Central de Pandemia

Ele explicou que o Banco Mundial, a Organização Mundial da Saúde e outras agências da ONU assim como empresas do setor privado estão discutindo o desenvolvimento de uma instalação central de pandemia.

Kim espera que uma proposta sobre o assunto seja apresentada aos líderes de países desenvolvidos e em desenvolvimento nos próximos meses.

Para o chefe do Banco Mundial, "quanto mais os países, as organizações multilaterais, corporações e doadores internacionais trabalharem juntos para enfrentar futuras pandemias, maiores serão os benefícios".

Ele disse que um dos possíveis resultados da criação de um centro para combater a pandemia será o fortalecimento da OMS, como também criar nos países em desenvolvimento a capacidade para uma ação mais forte das agências de controle de doenças.

Leia mais:

Chefe da Uneca destaca cancelamento da dívida a países afetados pelo ébola

OMS diz que mundo foi lento para identificar gravidade do surto de ebola

ONU quer que Mali mantenha vigilância contra ebola

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031