Ban quer nova agenda global que ligue desenvolvimento e segurança

Ouvir /

No Conselho de Segurança, secretário-geral lembra que exclusão contribuiu para criminalidade e para o extremismo; representantes de Angola e do Brasil participam do debate.

Conselho de Segurança. Foto: ONU/Louiesen Felipe

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O Conselho de Segurança promove, esta segunda-feira, um debate sobre a importância do desenvolvimento inclusivo para a paz e a segurança internacionais.

No encontro, o secretário-geral destacou que a nova agenda global de desenvolvimento, que entra em vigor no próximo ano, precisa incluir metas sobre paz, segurança e direitos humanos.

Extremismo

Na avaliação de Ban Ki-moon, há um "consenso sobre a relação entre altos níveis de desigualdade e danos sociais, políticos e ambientais". O chefe da ONU afirmou que a "exclusão pode contribuir para a criminalidade, criar um senso de alienação e de falta de esperança", condições que segundo ele, podem "alimentar o extremismo".

Ban destacou que a desigualdade coloca o poder na mão de poucos, prejudicando a democracia e levando à exploração inadequada de recursos naturais, por exemplo.

Participações

Durante o encontro, o Conselho de Segurança adotou um comunicado reafirmando seu compromisso com a paz sustentada e reforçando a importância de se identificar casos de exclusão, de intolerância e de extremismo violento.

Neste mês de janeiro, o órgão é presidido pelo Chile e por isso, a presidente do país, Michelle Bachelet, participou e liderou o debate em Nova York. O Brasil foi representado pelo embaixador junto à ONU, Antonio Patriota, que preside a Comissão para Consolidação da Paz.

No Conselho de Segurança, Patriota falou sobre a importância do Burundi manter um ambiente favorável a eleições pacíficas e sobre implicações políticas que podem surgir com o surto de ebola na Guiné, Libéria e Serra Leoa.

Outro país de língua portuguesa, Angola foi representada no debate pelo secretário de Estado das Relações Exteriores. Manuel Domingos Augusto sugeriu medidas políticas de reconciliação e boa governança.

*Apresentação: Leda Letra.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031