Ban Ki-moon acredita que ano começou "otimista" para a Colômbia

Ouvir /

Secretário-geral elogia presidente Juan Manuel Santos pela decisão de retomar negociações que podem levar a um cessar-fogo; diálogo está marcado para começar em Cuba na próxima semana.

Mulher na Colômbia. Foto: Banco Mundial/Charlotte Kesl

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York. 

O secretário-geral da ONU divulgou um comunicado esta sexta-feira sobre o retorno das negociações de paz entre o governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia, as Farc. As conversas ocorrem semana que vem na capital de Cuba, Havana, com a meta de acabar com décadas de conflito interno.

Na nota, Ban Ki-moon afirma que o ano começou "otimista" para a Colômbia, já que existe a possibilidade das partes assinarem um acordo de paz. Ban reforçou o apoio total das Nações Unidas no processo e elogiou governo e Farc pela diminuição dos confrontos militares.

Esperanças

Segundo dados do governo colombiano, 600 mil pessoas morreram desde o início do conflito com as Farc em 1960.  Agora, as duas partes pretendem implementar por completo um acordo assinado há dois anos, que previa o fim dos confrontos e o alcance da paz e da estabilidade.

No ano passado, o governo e as Farc entraram num acordo sobre como lidar com o problema do tráfico de drogas no país. Para Ban Ki-moon, o cessar-fogo unilateral iniciado pelas Farc em dezembro trouxe esperança de que o gesto possa ser mantido.

O secretário-geral elogiou o presidente colombiano Juan Manuel Santos pela iniciativa em realizar a rodada de negociações em Cuba. Ban acredita na possibilidade de um cessar-fogo bilateral e também que os dois lados possam negociar a implementação de medidas humanitárias para diminuir a intensidade do conflito.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 18 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 18 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031