Ban diz que 2015 será ano de ação global e de compromisso internacional

Ouvir /

Secretário-geral fez a declaração durante pronunciamento no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça; ele afirmou que até 2030 será necessário fazer investimentos maciços nos setores de infraestrutura, energia e agricultura.

Ban Ki-moon em discurso no Fórum Econômico Mundial. Foto: ONU/Mark Garten

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou esta sexta-feira que 2015 será o ano de ação global e forte compromisso da comunidade internacional.

A declaração foi feita em pronunciamento no painel sobre clima, desenvolvimento e crescimento realizado no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça.

Crises

Ban disse que o mundo enfrenta várias crises geopolíticas, socioeconômicas e de desenvolvimento sustentável.

Segundo ele, com a adoção da Agenda de Desenvolvimento pós-2015, que inclui uma série de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e o acordo universal sobre o clima, que deve ocorrer em dezembro, em Paris, será possível definir um caminho de um futuro melhor para todos.

Os países-membros da ONU propuseram várias metas que vão guiar os esforços antipobreza até 2030.

O secretário-geral lembrou que durante a Conferência sobre o Clima, realizada em setembro, ficou encorajado com as decisões da União Europeia de cortar em 40% os gases que causam o efeito estufa pelos próximos 15 anos.

Da mesma forma, Ban citou a China e os Estados Unidos que também concordaram em reduzir as emissões que estão causando o aquecimento do planeta.

Desenvolvimento e Ação

O chefe da ONU explicou que desenvolvimento sustentável e ação climática representam dois lados da mesma moeda.

Segundo ele, a ação climática vai ajudar em vários dos objetivos de desenvolvimento sustentável e, ao mesmo tempo, os objetivos podem servir de canais de investimentos para combater a mudança climática.

Ban deixou claro que o sucesso das duas agendas dependerá dos recursos recebidos dos setores público e privado e também do crescimento econômico.

O chefe da ONU disse que a melhora da economia já tirou milhões da pobreza e da fome e apoiou os sistemas de saúde, educação e de proteção ambiental. Ele citou que o problema é que o progresso econômico está associado à poluição e ao aumento das emissões de gases.

Economia Verde

O secretário-geral disse que um fator importante de transformação para o pós-2015 será alcançar um crescimento econômico mais inclusivo e verde. Nos próximos 15 anos, Ban afirmou que o mundo fará investimentos maciços nos setores de infraestrutura, energia e agricultura.

Ele declarou que se esses gastos forem direcionados a produtos e equipamentos de baixo carbono, tecnologias e serviços, o mundo estará caminhando para atingir sociedades mais sustentáveis, equitativas e resilientes ao clima.

Ban mencionou que até esse momento infraestrutura e sustentabilidade estão sendo tratadas como assuntos distintos. Para o secretário-geral, se essas questões não forem avaliadas de forma conjunta será praticamente impossível atingir as metas de desenvolvimento.

O chefe da ONU apelou aos países que façam a escolha inteligente e invistam no setor de baixo carbono. Segundo ele, essa área deve estar incluída em cada aspecto de planejamento para as próximas décadas.

Ban alertou que o Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática, Ipcc, já concluiu que os problemas no clima estão acontecendo devido ao comportamento humano.

Dessa forma, ele disse que "a responsabilidade para solucionar a questão é de todos e talvez não seja muito tarde se as ações forem tomadas agora".

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031