Secretário-geral pediu que Sudão que não expulse funcionários da ONU

Ouvir /

Ban Ki-moon condenou a decisão do país; ele disse que é inaceitável penalizar o coordenador residente e a chefe do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

Ban Ki-moon. Foto: ONU/Amanda Voisard

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, pediu ao governo do Sudão que recue imediatamente da decisão de expulsar dois funcionários da organização no país africano.

São eles, o coordenador residente que também acumulava a função de chefe humanitário da ONU no Sudão, Ali al-Za’atari, e a diretora do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, Yvonne Helle.

Urgente

Em nota, emitida pelo porta-voz, Ban Ki-moon lança um pedido urgente a Cartum para que coopere plenamente com todas as agências das Nações Unidas presentes no país.

Após condenar a decisão, Ban considerou inaceitável penalizar os funcionários enviados ao Sudão para exercer suas funções conforme a Carta das Nações Unidas.

Agências de notícias informaram que a ordem de expulsão de Za’atari foi emitida menos de um dia após terem sido dadas 72 horas para que Helle saísse do Sudão.

Apresentação: Edgard Júnior.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031