OMI: navios de cruzeiro terão de treinar passageiros para emergências

Ouvir /

Nova norma entra em vigor a partir de 1º de janeiro de 2015; objetivo é evitar mortes no caso de naufrágio, como aconteceu com o transatlântico Costa Concordia no litoral da ilha Giglio, na Itália, em 2012.

Foto: OMI

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Marítima Internacional, OMI, afirmou que a partir de 1º de janeiro de 2015 todos os navios de cruzeiro serão obrigados a realizar treinamento com os passageiros para evitar mortes e para que todos saibam o que fazer no caso de acidente.

A nova norma obrigatória é uma emenda da Convenção Internacional para Segurança da Vida no Mar, adotada em 2013 logo depois do naufrágio do transatlântico Costa Concordia perto da ilha italiana de Giglio.

Emergência

O navio, que faria um cruzeiro pelo Mediterrâneo, levava 4,2 mil pessoas a bordo e 32 morreram no acidente.

As autoridades disseram que a tragédia ocorreu depois de o capitão do barco ter, alegadamente, se aproximado demais da ilha fazendo com que a embarcação batesse nas pedras e afundasse parcialmente.

Segundo a OMI, todos os navios de cruzeiro agora terão de realizar treinamentos de emergência, inclusive sobre como utilizar os barcos salva-vidas antes do ínicio da viagem ou logo depois da partida.

Anteriormente, o treinamento poderia ser realizado até 24 horas depois de os passageiros terem embarcado.

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031