Conselho de Segurança quer fim da violência na República Centro-Africana

Ouvir /

Órgão condena ataques recentes e pede aos lados em conflito que baixem suas armas de imediato; Estados-membros do Conselho condenam represálias e violações de direitos Humanos.

Patrulha da Minusca em Bangui. Foto: ONU/Catianne Tijerina

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Conselho de Segurança condenou esta sexta-feira a recente onda de violência na República Centro-Africana e apelou às partes em conflito para baixar suas armas de imediato.

Outro pedido é para que libertem crianças que foram obrigadas a entrar em combate e para que estabeleçam um diálogo que leve a um acordo de paz.

Represálias

O comunicado do órgão também condena o ciclo de provocações e de represálias por parte de grupos armados, tanto na capital Bangui quanto nos arredores, e as violações e abusos dos direitos humanos.

Outra forte preocupação do Conselho de Segurança é com as ameaças à paz que surgem com a transferência ilícita e mau uso de armas de pequeno porte na República Centro-Africana.

Crise Humanitária

O Conselho destacou ainda que ataques contra soldados de paz da ONU podem constituir crimes de guerra segundo o direito humanitário internacional. Segundo o órgão, são necessários US$ 321 milhões para aliviar a crise humanitária no país e assim, o Conselho de Segurança fez um apelo urgente à comunidade internacional para mobilizar mais recursos.

Às autoridades em transição que estão no poder, o órgão pede que sejam acelerados os preparativos para o Fórum sobre Reconciliação Nacional, agendado para janeiro. Outra recomendação do Conselho de Segurança está ligada ao preparo de eleições presidenciais e legislativas para que o pleito ocorra até agosto de 2015.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031