Centro para resiliência urbana no sul de África vai beneficiar Moçambique

Ouvir /

Escritório da ONU-Habitat terá como foco o desenvolvimento de planos para reduzir riscos de desastres na região; Madagáscar, Malauí, Moçambique e Comores foram as nações que assinaram acordo para estabelecer centro.

Bandeira de Moçambique

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A ONU-Habitat e quatro países do sul de África assinaram um memorando de entendimento para estabelecer um novo centro na região. O acordo foi apoiado por Madagáscar, Malauí, Moçambique e União das Comores.

O centro regional terá como objetivo promover o planeamento de ações para mapear áreas vulneráveis, reduzir riscos de desastres e adotar planos de adaptação à mudança climática.

Ameaças

Segundo a ONU-Habitat, o sul de África está constantemente a ser ameaçado pela falta de planeamento urbano e por áreas propícias a desastres, o que torna as comunidades mais vulneráveis.

Ao assinar o acordo, o vice-presidente do Malauí, Saulos Chilima, destacou que estabelecer o centro é importante porque a região enfrenta vários desastres naturais, como cheias e secas. Segundo Chilima, é importante unir esforços para minimizar os impactos.

A ONU-Habitat não informou quando o escritório regional será inaugurado, mas sabe-se que Moçambique aceitou que a sede do centro seja no país.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031