Ban: "violações dos direitos humanos são mais do que tragédias pessoais"

Ouvir /

Secretário-geral fez a declaração para marcar o Dia dos Direitos Humanos, esta quarta-feira, 10 de dezembro; ele pediu aos Estados que cumpram sua obrigação de proteger os direitos humanos todos os dias do ano.

Foto: Unamid/Albert González Farran

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.*

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que "as violações dos direitos humanos são muito mais do que tragédias pessoais". Segundo Ban, "elas representam alertas de uma uma crise muito maior".

A afirmação foi feita para marcar o Dia dos Direitos Humanos, esta quarta-feira, 10 de dezembro. A campanha deste ano tem como tema "Direitos Humanos 365".

Requisitos

De Belo Horizonte, o relator especial da ONU para o Direito à Água e ao Saneamento, Leo Heller, falou sobre a data.

"Eu penso que é muito oportuno o lema do Dia dos Direitos Humanos porque devemos estar permanentemente muito presentes com essa ideia de que os direitos humanos não devem ser comemorados ou lembrados um dia do ano. Deve ser algo permanente e realizado todo o tempo. Isso quando nós pensamos no direito humano à água e ao saneamento é absolutamente pertinente porque é um direito que deve ser realizado de forma contínua e, mais do que isso, deve avançar de forma progressiva."

O professor Heller disse ainda que o direito humano à água e ao saneamento supõe uma série de requisitos. Segundo ele, os dois serviços devem ser de fácil acesso e de baixo custo. Além disso, o relator citou que os serviços devem ter qualidade e devem ser oferecidos com segurança.

Ban Ki-moon disse que nesta data todos devem falar, denunciar as autoridades que negam os direitos de qualquer pessoa ou grupo.

O chefe da ONU declarou que os direitos humanos são para todos, o tempo todo, sem importar quem as pessoas são ou de onde vieram. Não importando também a classe, as opiniões ou a orientação sexual delas.

Justiça

Para Ban, essa é uma questão de justiça individual, estabilidade social e progresso global.

O secretário-geral explicou que a ONU protege os direitos humanos porque essa é a missão da organização e também porque quando as pessoas usufruem de seus direitos, as economias progridem e os países estão em paz.

Ele afirmou que a iniciativa "Direitos Humanos Antes de Tudo" tem como objetivo dar atenção a esses alertas. Segundo Ban, "todos devem se mobilizar em resposta às violações, antes que elas se tornem atrocidades em massa ou crimes de guerra".

Luta

O chefe da ONU disse que todos podem avançar na luta contra a injustiça, a intolerância e o extremismo.

Ele pediu a todos os Estados que cumpram com suas obrigações para proteger os direitos humanos todos os dias. Ban pediu também à população que responsabilize seus governos pelas ações adotadas.

Por último, pediu proteção especial aos defensores dos direitos humanos que, com extrema coragem, servem a uma causa coletiva.

*Apresentação: Michelle Alves de Lima.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031