Ban condena ataque à base da Missão da União Africana na Somália

Ouvir /

Ação perto do aeroporto internacional de Mogadíscio causou a morte de três soldados e um trabalhador civil da Amisom; secretário-geral reafirmou apoio da ONU ao governo e à população somali.

Ban Ki-moon (de gravata azul) em visita a Mogadíscio, na Somália, em outubro deste ano. Foto: ONU/Ilyas Ahmed

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, condenou o ataque desta quinta-feira contra a base da Missão da União Africana na Somália, Amisom.

Em nota, Ban disse esta sexta-feira que a ação perto do aeroporto internacional de Mogadíscio matou vários soldados das forças de paz e um trabalhador civil da missão. As agências de notícias disseram que três militares foram mortos.

Condolências

Ele enviou condolências às famílias e amigos das vítimas e estimou pronta recuperação dos feridos.

O chefe da ONU elogiou a resposta imediata da Amisom ao ataque e disse que ficou aliviado em saber que os funcionários da organização estavam seguros.

Ban expressou solidariedade ao pessoal da Amisom e da ONU que trabalham pela paz na Somália e reafirmou o apoio das Nações Unidas ao governo e à população somali em sua jornada em direção à paz e à estabilidade.

Representante Especial

Mais cedo, o representante especial do secretário-geral para a Somália, Nicholas Kay, já tinha condenado o ataque contra a base da Amisom.

O prédio abriga também a sede local das Nações Unidas. Kay classificou o ataque de quinta-feira de "repreensível" e informou que todos os funcionários da ONU estão seguros após a ação.

O representante especial destacou ainda que a organização continua apoiando o povo somali, num trabalho conjunto para fortalecer o país.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031