Valor de produtos falsificados deve ultrapassar US$ 1,7 bilião até 2015

Ouvir /

UIT aborda adulteração e dispositivos desclassificados das Tecnologias de Informação e Telecomunicação; prejuízos envolvem receitas, dano a marcas e queda de investimentos.

Imagem: UIT

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A União Internacional para Telecomunicações, UIT, discute desde esta segunda-feira o combate à contrafacção e aos dispositivos desclassificados das Tecnologias de Informação e Telecomunicação, também chamadas TIC.

A agência cita previsões da Câmara de Comércio Internacional a indicar que até 2015, o valor de produtos falsificados no mundo vai ultrapassar US$ 1,7 bilião.

Problema Sério

A UIT reitera que os produtos desclassificados e falsificados são um problema sério que afeta as economias desenvolvidas e em desenvolvimento, a indústria dos TICs e os consumidores a nível global. Uma série de experiências, casos de estudo e iniciativas também foram recolhidos numa consulta online realizada pela agência da ONU.

Os custos e os efeitos negativos do fenómeno variam desde a perda de impostos, direitos e outras receitas até à diminuição de vendas, dos preços e de operações. Os prejuízos incluem a erosão do valor, da imagem e da reputação de marcas e a redução de incentivos para inovar e investir.

Meio Ambiente

Estes fatores juntam-se à má qualidade da prestação e receção de serviços; a riscos para a saúde, para a segurança e para o meio ambiente além da redução do emprego e das taxas de crescimento económico. A estes juntam-se as  interrupções de rede e os problemas de operação na área.

Este mês, uma conferência da UIT adotou uma resolução sobre o combate aos falsos dispositivos de telecomunicações e das TIC. Em Dubai, foi aprovada uma outra decisão que inclui como lidar com dispositivos de falsificação de telecomunicações e tecnologias de informação e comunicação.

Troca de Informação

Os documentos reconhecem que o problema é crescente, e realça a coordenação entre as partes envolvidas para estudar o impacto de dispositivos falsificados e o mecanismo para limitá-los e identificar maneiras de lidar a vários níveis. O documento encoraja a troca de informação regionais e globais.

O objetivo do encontro, que termina esta terça-feira, é discutir o alcance do problema e o impacto em várias partes do globo. Os participantes devem identificar preocupações, desafios, iniciativas, práticas e oportunidades comuns para conter a falsificação.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031