Unfpa diz que jovens são a chave para o desenvolvimento global

Ouvir /

Relatório da agência da ONU afirma que eles podem impulsionar o futuro econômico e o progresso social; documento revela que existem 1,8 bilhão de jovens no mundo; Brasil está em sétimo lugar na lista dos países com mais pessoas entre 10 e 24 anos.

Jovens moçambicanos. Foto: Unfpa/Pedro Sá da Bandeira

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O relatório do Fundo de População das Nações Unidas, Unfpa, lançado esta terça-feira em Genebra, afirma que os jovens podem impulsionar o desenvolvimento socioeconômico global.

O documento diz que o mundo tem atualmente o maior número de jovens na história: 1,8 bilhão.

Pontos Importantes

A diretora do escritório do Unfpa em Genebra, Alanna Armitage, falou à Rádio ONU sobre as conclusões do relatório "O Estado da População Mundial 2014".

"O relatório do Unfpa está trazendo três pontos muito importantes. O primeiro é que a geração de jovens hoje é a maior na história e precisamos investir nessa geração jovem. E também, o relatório está dizendo que a futura agenda pós- 2015 de Desenvolvimento Global deve ter o jovem como prioridade."

Segundo a agência da ONU, o Brasil está sétimo lugar na lista dos países com mais jovens entre 10 e 24 anos, com 51 milhões. Em primeiro lugar ficou a Índia com 356 milhões, seguida da China com 290 milhões, depois Indonésia e Estados Unidos.

O relatório mostra que com investimentos e políticas corretas em "capital humano", os países vão ter condições de dar poder aos jovens para que eles impulsionem o desenvolvimento econômico e social, e aumentem a renda per-capita da nação.

Coreia do Sul

Para os especialistas, os países em desenvolvimento com grande população de jovens podem ver suas economias dispararem se investirem na educação, na saúde e na proteção dos direitos desse grupo.

O documento dá como exemplo as economias no leste da Ásia, que nas décadas de 50 e 60 investiram forte nos jovens e hoje estão colhendo os frutos. Segundo o Unfpa, o produto interno bruto per capita da Coreia do Sul cresceu 2.200% entre 1950 e 2008.

O documento diz ainda que 90% dos jovens atualmente vivem em países menos desenvolvidos. Por causa da falta de serviços sociais, essas nações enfrentam grandes obstáculos para alavancar as vantagens de ter uma força jovem produtiva e engajada.

O diretor-executivo do Unfpa, Babatunde Osotimehim, disse que os jovens são os inovadores, os criadores, os construtores e os líderes do futuro.

Mas Osotimehim alertou que eles só poderão transformar o mundo se tiverem as capacidades e qualidades necessárias, a boa saúde e o poder de decisão para mudar.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031