Moçambique proíbe pesticidas muito perigosos, destaca FAO

Ouvir /

Segundo agência da ONU, país africano adotou importantes medidas regulatórias para proteger a população e o meio ambiente; órgão ajudou na proibição.

Moçambique cancela registo de vários pesticidas. Foto: FAO

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, Moçambique tomou "importantes medidas regulatórias" para proteger sua população e meio ambiente ao cancelar o registo de 79 pesticidas "muito perigosos".

A trabalhar com o Ministério da Agricultura e a Direção Nacional de Serviços Agrários, a agência da ONU ajudou a trazer a proibição e promover uma abordagem baseada no ecossistema para a administração de pestes e pesticidas.

Colheitas

De acordo com a FAO, nos últimos 10 anos o volume médio anual de pesticidas importados para Moçambique cresceu cerca de 500%. Pesticidas agrícolas são usados principalmente em plantações de caju, tabaco, cana-de-açúcar, algodão, banana e alguns vegetais.

O valor anual de vendas de pesticidas alcança US$ 16,6 milhões. No entanto, alguns dos produtos em uso atualmente são "muito perigosos".

Os chamados Pesticidas Muito Perigosos, HHPs, na sigla em inglês, são produtos que apresentam níveis altos de ameaças à saúde humana e ao meio ambiente por conta de sua composição química.

Químicos

Muitos destes produtos não são mais permitidos em países desenvolvidos onde pesticidas de menor risco, incluindo biopesticidas, tornaram-se disponíveis aos produtores.

O Governo de Moçambique publicou uma declaração a cancelar o registo de vários pesticidas que possam causar riscos graves à saúde humana e meio ambiente sob as atuais condições de uso.

Segundo a FAO, com esta declaração, o governo indica a sua intenção de recusar o futuro registo de pesticidas similares.

Desde 2006, um painel de especialistas da agência e da Organização Mundial da Saúde, OMS, elaborou uma lista de critérios para ajudar a identificar HHPs e a FAO já ajudou diversos países na abordagem dos riscos colocados por estes produtos.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031