Iraque: FAO quer mais de US$ 38,5 milhões para evitar colapso agrícola

Ouvir /

Cerca de 28 mil famílias de agricultores estão a ficar sem recursos para produzir; ONU destaca que mais de 1,8 milhão de pessoas fugiram das suas casas desde janeiro devido ao conflito.

Crianças em acampamento de deslocados internos, no Iraque. Foto: Unami

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, disse que tem urgência em obter US$ 38,5 para evitar que o setor agrícola do Iraque entre em colapso.

O valor ajudaria também a evitar o agravamento da situação de segurança alimentar já considerada preocupante. O país lida com mais de 1,8 milhão de pessoas que deixaram as suas casas desde janeiro, a qual a  ONU considera ser  uma das maiores populações deslocadas do mundo.

Hostilidades

De acordo com a agência, cerca de 28 mil famílias de agricultores estão a ficar sem artigos como sementes de trigo, fertilizantes e ração animal. Os seus meios de subsistência reduziram-se devido às hostilidades.

Grande parte da produção de trigo está concentrada no norte,  a área mais afetada pelo conflito. A FAO revela que quase todas as fontes de água estão em áreas controladas pelo autointitulado Estado Islâmico e grupos armados associados.

Mercados

Devido ao conflito, milhares de agricultores iraquianos foram obrigados a fugir das suas terras ou tiveram os seus bens destruídos ou confiscados. Outros viram desaparecer os mercados para as suas colheitas ou venderam gado, suprimentos e equipamentos para fazer face às despesas.

Para a agência da ONU, o conjunto de fatores comprometeu severamente a colheita de junho e reduziu a disponibilidade de alimentos em todo o país. Cerca de 2,8 milhões de pessoas precisam de assistência alimentar.

Dinheiro Rápido

A FAO alerta que a caso a situação piore, as famílias vão continuar a perder bens produtivos e oportunidades de renda, devendo ser forçadas a libertar-se do gado em troca de dinheiro rápido.

O diretor-geral adjunto e representante regional da FAO para o Médio Oriente e Norte de África, Abdessalam Ould Ahmed, disse que milhões de pessoas vulneráveis estão extremamente necessitadas. A ajuda deve ser para restaurar a sua autossuficiência e criar capacidade de resistência.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031