Enviado da ONU para Síria apresenta plano de ação em visita ao país

Ouvir /

Staffan de Mistura afirmou que foco deve estar na ameaça terrorista e na redução da violência; ele se reuniu com representantes do governo e da oposição para discutir a situação.

Staffan de Mistura. Foto: ONU/Jean-Marc Ferré

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, disse que o plano de ação para o país tem como pontos principais a ameaça terrorista e a redução da violência.

Ao reduzir a violência, de Mistura afirmou que as autoridades vão tentar ter acesso ao maior número possível de sírios, dentro e fora do país, que estão sofrendo com o conflito que teve início em março de 2011.

Criar Condições

O enviado da ONU explicou que através disso, espera criar as condições na direção de uma solução política para resolver a crise.

A proposta apresentada por de Mistura estabelece o "congelamento" das operações em Allepo. Segundo ele, os combates serão suspensos imediatamente e ninguém sairá da posição que ocupa atualmente.

A ideia é alcançar alguma forma de estabilidade na região. Se o processo obtiver sucesso em Allepo poderá ser implementado em outras áreas, como por exemplo, em Da'esh e Al-Nusra.

Proposta

De Mistura disse que a proposta está sendo avaliada agora pelo governo sírio e depois, o mesmo deve acontecer com a oposição síria.

O enviado da ONU afirmou que a alternativa ao plano será mais tragédia e mais sofrimento depois de quase quatro anos de guerra onde os maiores perdedores são a esperança de paz na região e o povo sírio.

De Mistura afirmou, mais uma vez, que a solução para o conflito na Síria deve ser política e não militar.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031