Entrevista: Paulo Sérgio Pinheiro

Ouvir /

Paulo Sérgio Pinheiro. Foto: ONU/Violaine Martin

A Comissão de Inquérito sobre a Síria alertou sobre a "brutalidade e a doutrinação" usadas pelo grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante, Isil, no país árabe.

A denúncia consta do relatório "Regra de Terrorismo: Vivendo sob o Isil na Síria", divulgado esta sexta-feira em Genebra. O documento inclui depoimentos de mais de 300 vítimas que conseguiram fugir ou estão fugindo de áreas controladas pelos integrantes do grupo.

De Genebra, em entrevista à Rádio ONU, o presidente da comissão, Paulo Sérgio Pinheiro, afirmou que "as pessoas que deixaram a região disseram que foram sujeitas a atos que as aterrorizaram e tinham como objetivo silenciar a população".

Pinheiro falou também sobre os três grupos que mais sofrem com a dominação do Isil, são eles: os religiosos, as mulheres e as crianças.

A Comissão de Inquérito mostra um quadro arrasador nas áreas controladas no norte do país. Segundo os investigadores, execuções, amputações e chibatadas em público se tornaram práticas constantes.

Paulo Sérgio Pinheiro disse que o relatório mostrou que a comunidade internacional acordou muito tarde para o problema.

Segundo o presidente da comissão, "os combatentes do Estado Islâmico não caíram do céu, eles estão se instalando na região há mais de quatro anos".

Acompanhe a entrevista com Edgard Júnior

Duração: 6'23"

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031