Direitos infantis: 60 fotos em museu de Moçambique

Ouvir /

Até 30 de novembro, exposição envolve Unicef e Centro de Documentação e Formação Fotográfica; arranque do evento marcou um dos primeiros atos da cantora Neyma Alfredo como embaixadora do Unicef no país.

Iolanda Cintura e Neyma Alfredo. Foto: Ouri Pota.

Ouri Pota, da Rádio ONU em Maputo.

O Museu das Pescas em Maputo acolhe a exposição com o nome "As Crianças em Moçambique: 25 anos da Convenção Sobre os Direitos da Criança". A iniciativa é do Fundo das Nações Unidas para Infância, Unicef, em parceria com o Centro de Documentação e Formação Fotográfica.

O representante da agência em Moçambique, Koenraad Vanormelingen, disse que a vida das crianças do país tem melhorado desde que as autoridades ratificaram a convenção.

Proteção

"A Convenção dos Direitos da Criança foi ratificada em abril de 1994 e isso veio a reforçar o engajamento dos decisores, líderes de opinião de investir mais nas crianças moçambicanas, como resultado, hoje mais crianças sobrevivem e tem acesso a saúde, estão a desfrutar o aceso água e saneamento, estão na escola primária e o número de beneficiários abrangidos pela proteção social duplicou nos últimos quatro anos."

O representante do Unicef elogiou ainda a mostra e apelou a união para que haja sucessos na realização das metas relacionadas aos direitos da criança.

Progresso

"Ainda temos sérios desafios pela frente, mais de 805 mil crianças ainda morrem todos anos antes do seu quinto aniversário, 43% das crianças são afetados pela desnutrição crónica, o que vai condicionar o desenvolvimento futuro e contribuição para o desenvolvimento do país. O interesse escolar apesar de ter 3,5 milhões de crianças adicionais de terem acesso a escola, o progresso estagnou, isto é uma preocupação constante como é o caso da qualidade deficiente de educação".

A ministra moçambicana da Mulher e da Ação Social e Presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Criança, Cnac, Iolanda Cintura elogiou a colaboração dos parceiros na proteção do bem-estar infantil.

Neyma Alfredo

Princípios

"Gostaria de endereçar um agradecimento a todos intervenientes, manifestamos o nosso agradecimento especial ao Unicef pelo papel que tem vindo a desenvolver na promoção e proteção dos direitos da criança moçambicana. Somos todos chamados a prosseguir com os esforços, visando a materialização na íntegra dos direitos de toda a criança, tornando os princípios plasmados na convenção sobre direitos da criança, um farol que guia as nossas ações em prol deste grupo alvo."

A recém-nomeada embaixadora nacional para Unicef e cantora Neyma Alfredo, apelou ao diálogo com as crianças para perceber melhor as suas necessidades e preocupações.

Prostituição

"É importante que nós, os pais, estejamos preparados para todas as perguntas que elas nos trazem, que tenhamos respostas ali na hora. Estejamos todos de mãos dadas para que as nossas crianças estejam num ambiente são e salvo, livre de todos os males, das guerras, da má nutrição, da prostituição. Tudo farei como pessoa, artista e mãe para que estas crianças oiçam a minha voz, as minhas mensagens para que tenham um futuro melhor."

A Convenção sobre os Direitos da Criança destaca uma visão do mundo onde todas as crianças sobrevivem, desenvolvem o seu potencial sem discriminação. O documento destaca a necessidade de que estas sejam protegidas, respeitadas e encorajadas a participar nas decisões que afetam as suas vidas.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031