Declarada emergência devido ao mau tempo na cidade de Gaza

Ouvir /

Unrwa informou que centenas de moradores de regiões alagadas foram retirados das áreas de residência; cerca de 65 mil alunos ficaram sem assistir aulas como medida de precaução no centro urbano.

Crianças em Gaza. Foto: Unrwa

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados Palestinianos, Unrwa, declarou emergência na cidade de Gaza após dois dias de  condições meteorológicas extremas e graves inundações.

Em comunicado, a agência declarou não haver relatos de vítimas mas aponta para a evacuação de centenas de moradores de regiões alagadas da área das águas pluviais de Sheikh Radwan.

Escolas

A subida do nível das águas afetou uma escola da Unrwa e um dos cinco centros coletivos da cidade, que no total abrigam 7 mil deslocados do recente conflito. O centro urbano é uma das cinco áreas na Faixa de Gaza, onde habitam cerca de 1,3 milhões de refugiados palestinianos.

Na área urbana foram encerradas 63 escolas como medida de precaução,  que afetou quase 65 mil alunos. No norte da Faixa de Gaza, 43 escolas não abriram as suas portas.

Inverno

O diretor de Operações da Unrwa  em Gaza disse que a preocupação é com a gravidade das tempestades no início da época, após os danos sem precedentes e a destruição causados pelo recente conflito.

Robert Turner expressou apreensão particularmente com famílias que ainda procuram abrigo adequado e preparam-se para o inverno, além do impacto que as inundações já estão a ter sobre as crianças que não podem ir à escola.

Uma sala de operações de emergência foi criada pela agência, que diz que está a usar a capacidade logística para abastecer com combustível de emergência aos municípios, além de água, instalações sanitárias e de saúde.

A ajuda é oferecida através de iniciativas coordenadas por agências como o Fundo da ONU para a Infância, Unicef, e a Organização Mundial da Saúde, OMS.

Abrigo

Neste domingo, 60 mil litros de combustível de emergência foram distribuídos para alimentar geradores de estacões de bombagem de água e bombas portáteis. A agência diz estar pronta para  fornecer abrigo adequado aos refugiados, deslocados internos em caso de necessidade.

Ainda não foram relatados danos em instalações da  Unrwa que ainda estão a ser avaliadas enquanto decorre a monitorização das chuvas em toda a Faixa de Gaza.

Em dezembro de 2013, a tempestade de inverno Alexa considerada a mais feroz tormenda em muitos anos  na região foi marcada por chuvas torrenciais e inundações que deslocaram milhares de pessoas.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031