Brasil e Alemanha buscam fortalecer resolução sobre privacidade na era digital

Ouvir /

Proposta, adotada por consenso há um ano, volta à Terceira Comissão da Assembleia Geral sugerindo relator especial sobre o tema e a inclusão de metadados entre outros pontos com o objetivo de fortalecer os direitos humanos.

Foto: Banco Mundial/Arne Hoel

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

A Alemanha e o Brasil introduzem, nesta terça-feira na ONU, um novo projeto de resolução sobre o "direito à privacidade na era digital".

A proposta, adotada por consenso em 2013, volta à Terceira Comissão da Assembleia Geral com algumas modificações. A apresentação será feita pelo embaixador do Brasil na ONU, Antonio Patriota.

Liberdade de opinião

De acordo com a Missão da Alemanha, nos últimos 12 meses foram realizadas "intensas discussões" em Genebra, sede do Alto Comissariado de Direitos Humanos. Além disso, o órgão produziu um relatório "muito abrangente" a respeito do tema.

Nesta entrevista à Rádio ONU, o porta-voz da Missão alemã, Christian Doktor, explicou que o objetivo do novo projeto é proteger ainda mais usuários e cidadãos.

De acordo com Doktor, o que se tenta alcançar agora com o novo texto é o reforço da proteção da privacidade e do direito à liberdade de opinião. O porta-voz contou que o novo esboço traz sugestões como a inclusão de metadados, ou seja, dados sobre os dados que circulam na rede mundial de computadores.

Vigilância

Além disso, Brasil e Alemanha, e dezenas de países que apoiam a resolução, também querem a criação de um posto de relator para o direito à privacidade na era digital. O porta-voz da Missão alemã afirmou que os dois países têm objetivos em comum na área de direitos humanos.

Segundo Doktor, Brasil e Alemanha veem a questão da proteção da privacidade na internet de maneira muito semelhante. Para as duas nações, é possível melhorar a proteção dos usuários na internet e fora dela através de uma discussão com os

Christian Doktor. Foto: Rádio ONU

demais integrantes da ONU de forma cooperativa.

No ano passado, a resolução reafirmou o direito à privacidade e pediu a todos os países que tomassem medidas para acabar com "atividades que violam o princípio fundamental de uma sociedade democrática", como por exemplo a vigilância nas comunicações.

Adoção

Segundo Brasil e Alemanha, o objetivo da proposta é combater o monitoramento indevido de informações e coleta de dados pessoais e dados em massa por países, entidades e indivíduos.

Após ser apresentado à Terceira Comissão nesta terça-feira, o novo projeto de resolução deve ser colocado para adoção em 26 de novembro, segundo a Missão da Alemanha junto à ONU.

A Terceira Comissão da Assembleia Geral trata de assuntos sociais, humanitários e culturais.

Íntegra da entrevista em inglês.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031