Ban elogia acordo entre Estados Unidos e China para reduzir poluição

Ouvir /

Secretário-geral afirmou que decisão ajuda consenso para novo tratado universal sobre o clima em 2015; ele pediu aos países que sigam exemplo e anunciem planos de cortes das emissões de gases poluentes.

Poluição do ar. Foto ONU.

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, elogiou esta quarta-feira o acordo fechado entre Estados Unidos e China para reduzir as emissões de gases poluentes.

Segundo Ban, essa decisão representa uma contribuição importante para o novo tratado sobre o clima que deve ser alcançado na Conferência sobre Mudança Climática em Paris, em 2015.

Liderança

O secretário-geral afirmou que "China e Estados Unidos demonstraram a liderança que o mundo espera deles."

O chefe da ONU elogiou os presidentes Xi Jinping e Barack Obama por reafirmarem o compromisso de atingir o objetivo de manter o aquecimento da temperatura global abaixo dos 2º C.

O anúncio demonstra uma aceleração no processo de transição para uma economia de baixo carbono e de um futuro mais resiliente para o clima.

Exemplo

Ban pediu a todos os países, em particular as maiores economias mundiais, que sigam o exemplo chinês e americano e também anunciem suas metas de cortes o mais rápido possível.

Pelo acordo, os Estados Unidos vão reduzir entre 26% e 28% as emissões de gases poluentes até 2025. A China também prometeu cortar as emissões até 2030, mas sem especificar um índice.

Juntos, os dois países são responsáveis por quase metade das emissões globais de dióxido de carbono, CO2, e a União Europeia representa 11% desse total. Em outubro, as nações europeias comprometeram-se a reduzir em pelo menos 40% as emissões de CO2 até 2030, comparado com os níveis de 1990.

Futuro

A secretária-executiva da Convenção da ONU sobre Mudanças Climáticas, Unfccc, Christiana Figueres, disse que os anúncios feitos pelos Estados Unidos e China sinalizam importante caminho na direção de um futuro melhor para a humanidade.

Segundo Figueres, essa decisão abre a porta para que todas as nações industrializadas levem suas contribuições ao corte das emissões de gases para a reunião em Paris, em 2015.

Ela afirmou que os anúncios feitos esta quarta-feira pelos governos de Washington e Pequim e no mês passado pela União Europeia mandam um sinal claro ao setor privado e aos mercados financeiros para onde a política climática global está seguindo.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031