Ban: "desenvolvimento sustentável é imperativo para futuro do planeta"

Ouvir /

Declaração foi feita nesta terça-feira durante fórum sobre desenvolvimento industrial; secretário-geral afirmou que é preciso abandonar velhos modelos que poluem; Etiópia e Senegal mencionados pelo apoio a agricultores e processadores de alimentos.

Ban Ki-moon. Foto: OSCE

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral afirmou que "o imperativo abrangente para o futuro do planeta é o desenvolvimento sustentável".

A declaração foi feita nesta terça-feira durante abertura do fórum da Organização da ONU para o Desenvolvimento Industrial, Unido, em Viena.

Parcerias

O encontro discute parcerias para aumentar investimentos para o desenvolvimento industrial inclusivo e sustentável.

Ban Ki-moon mencionou que as Nações Unidas estão lidando com diversas emergências, conflitos, abusos de direitos humanos e o ébola.

Ele afirmou que a ONU também aborda as causas de crises diárias, como pobreza e degradação ambiental.

Áreas

Ban disse ver quatro áreas principais para ação comum: transição econômica, emprego para jovens, mudanças climáticas e práticas empresariais responsáveis.

Ele afirmou que para provocar uma transformação em grande escala, é preciso "encorajar economias a expandirem de fazendas para fábricas". O chefe da ONU declarou que o setor agrícola pode gerar empregos em indústrias como as de processamento de comida. Ele disse que "mais empregos significam maior inclusão social" e que isto leva a "melhor segurança e paz duradoura".

Ele afirmou que o fórum já estaria "gerando resultados em produtos de maior valor" e que parceiros que estão a trabalhar na Etiópia e Senegal concordaram em apoiar agricultores e processadores de alimentos.

Segundo Ban, o mundo tem hoje o maior número de jovens da história, mas quase 75 milhões deles estão desempregados. O secretário-geral afirmou que "sem esperança de um emprego decente, eles estão vulneráveis a ideologias extremistas, drogas e crime". Com as "oportunidades certas", no entanto, Ban disse que estes jovens "podem fazer grandes contribuições para o desenvolvimento sustentável".

Mudanças climáticas

De acordo com o chefe da ONU, "governos e investidores inteligentes estão explorando tecnologias verdes inovadoras que podem proteger o meio ambiente e obter crescimento económico". Ele afirmou que para o "desenvolvimento industrial ser sustentável deve abandonar velhos modelos que poluem" e que são necessárias abordagens sustentáveis que ajudem as comunidades a preservar seus recursos".

Mencionando práticas empresariais responsáveis, Ban afirmou que as empresas têm o poder de promover inclusão social através de suas políticas de trabalho.

O secretário-geral declarou que as firmas podem ganhar grande impulso ao juntar-se à iniciativa Pacto Global da ONU.  A medida, disse Ban, "sinalizaria o seu compromisso com os princípios universais de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e combate à corrupção". Segundo ele, mais de 8 mil entidades empresariais fazem parte da ação.

Ban defendeu o desenvolvimento industrial inclusivo e sustentável. Falando na abertura do fórum, ele afirmou ser "responsabilidade moral e política" da ONU e dos que estavam presentes "trabalhar juntos para fazer o mundo melhor para todos, onde ninguém seja deixado para trás".

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031