Ban condena ataque terrorista na fronteira entre Índia e Paquistão

Ouvir /

Ação ocorreu domingo em Wagah, do lado paquistanês; secretário-geral pede que justiça seja feita aos responsáveis e declara atos terroristas não podem ser justificados sob qualquer circunstância.

Ban Ki-moon. Foto: ONU/Mark Garten

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU condenou com veemência o ataque terrorista ocorrido domingo na fronteira de Wagah, entre a Índia e o Paquistão. Segundo agências de notícias, uma bomba explodiu do lado paquistanês, matando pelo menos 55 pessoas e deixando mais de 100 feridas.

Em uma nota divulgada pelo seu porta-voz, Ban Ki-moon faz um apelo às autoridades do Paquistão para que levem os responsáveis à justiça. O chefe da ONU ressaltou que ações terroristas "não podem ser justificadas sob nenhuma circunstância".

Autoria

As agências de notícias informam ainda que o Talebã Paquistanês reivindicou a autoria do ataque, assim como outras duas milícias, Jundullah e Jamaat-ul-Ahrar.

Aos familiares das vítimas, Ban enviou condolências e desejou que os feridos se recuperem de forma rápida. Este teria sido o pior ataque enfrentado pelo Paquistão em vários meses.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031