UIP chama "ataque contra democracia" tiros no parlamento do Canadá

Ouvir /

União Interparlamentar manifestou solidariedade com o povo e seus representantes; agências noticiosas informaram que casa parlamentar retornou aos trabalhos um dia depois da invasão de um atirador.

Ataque culminou com dois mortos. Foto: Parlamento do Canadá.

Eleutério Guevane da Rádio ONU em Nova Iorque. 

A União Interparlamentar, UIP, manifestou solidariedade com o povo e representantes do Canadá, em nota que condena o ataque ao Parlamento do país esta quarta-feira.

O secretário-geral do órgão, Martin Chungong, considerou a ação um "ato irresponsável contra uma instituição que representa a vontade do povo". A UIP realça que "um ataque ao parlamento é um ataque à própria democracia."

Mortos

A nota expressa choque e tristeza com os acontecimentos, que culminaram com dois mortos e três feridos.

Um soldado foi vítima de tiros no Memorial Nacional de Guerra em Otawa. O atirador perdeu a vida após trocar tiros com a polícia.

Corredores

Entretanto, agências noticiosas disseram que esta quinta-feira retomaram os trabalhos no Parlamento do Canadá, após a invasão dos corredores.

De acordo com as agências, a abertura do dia foi marcada por aplausos para o soldado falecido e um momento de silêncio. O ataque foi o segundo aos militares do Canadá em três dias.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031