ONU "chocada" com ataque em frente a restaurante na Somália

Ouvir /

Representante especial do secretário-geral no país condena ação que matou e feriu várias pessoas em Mogadíscio; Nicholas Kay diz que explosão de bomba pode ser considerada ato "terrorista".

Nicholas Kay. Foto: ONU/Eskinder Debebe

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

A explosão de uma bomba em frente a um restaurante popular em Mogadíscio, capital da Somália, matou várias pessoas e deixou outras feridas na noite de quarta-feira.

O ataque foi condenado pelo representante especial do secretário-geral da ONU no país. Para Nicholas Kay, trata-se de um "ataque terrorista covarde". Ele disse estar "chocado" com a falta de consideração pela vida dos somalis, incluindo crianças e transeuntes.

Justiça

O enviado à Somália afirmou que tais crimes violam os princípios mais básicos da humanidade. Ao condenar o ataque, nesta quinta-feira, Kay pediu que os responsáveis sejam levados rapidamente à justiça.

Segundo o representante, as Nações Unidas continuam determinadas em apoiar o povo somali no seu esforço para alcançar "um futuro de paz estável".

Nicholas Kay também enviou condolências aos familiares e amigos de todas as vítimas da explosão da bomba em Mogadíscio. 

*Apresentação: Denise Costa.

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031