OMS cita "otimismo cauteloso" sobre redução de casos de ebola na Libéria

Ouvir /

Declaração foi feita pelo diretor-geral assistente da agência a jornalistas em Genebra; Bruce Aylward disse que meta da organização é construir 56 Centros de Tratamento nos três países mais atingidos pelo surto.

Foto: OMS/P. Desloovere

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O diretor-geral assistente da Organização Mundial da Saúde, Bruce Aylward, afirmou que há um "otimismo cauteloso" sobre a redução de novos casos de ebola na Libéria.

A declaração foi feita a jornalistas, esta quarta-feira, em Genebra. Aylward é o responsável pelas operações de resposta da agência da ONU no combate ao surto na África Ocidental. A OMS confirmou nesta quarta-feira que o número de casos já ultrapassa 13 mil.

Situação Grave

Ele explicou que essa queda não quer dizer que a doença esteja sob controle. O médico alerta que a situação é muito grave.

Aylward deu como exemplo para essa redução as campanhas de esclarecimento da população, principalmente em relação as práticas de enterro, onde os corpos eram lavados.

O diretor da OMS afirmou que o mais importante é evitar o contato com os doentes.

Centros de Tratamento

Ele disse também que a meta da organizaçào é ter 56 centros de Tratamento contra o Ebola em funcionamento até o fim de novembro. A capacidade total será de 4,7 mil leitos nos três países mais atingidos, Guiné, Libéria e Serra Leoa.

Atualmente, a capacidade de atendimento é de pouco mais de mil leitos.

O diretor da OMS declarou que 15 Centros já estão prontos e em operação, outros 22 devem estar finalizados até dezembro. Mas Aylward contou que 19 clínicas ainda não estão em operação por falta de equipes médicas.

E nesse esforço de combate ao ebola, as Nações Unidas anunciaram, nesta quarta-feira, o recrutamento urgente de médicos, enfermeiros e técnicos de laboratório de várias partes do mundo para ajudar na resposta de emergência.

Os escolhidos no processo de seleção vão trabalhar em clínicas de saúde na África, incluindo instalações administradas pelo Programa da ONU para o Desenvolvimento, Pnud.

Em relação aos médicos, será dada atenção especial aos que tenham especialização em doenças infecciosas em níveis intermediário e sênior em postos temporários.

O prazo final de inscrição para quem quiser se candidatar é 10 de novembro.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031