Missão da ONU contra ebola disse que vírus não é transmitido pelo ar

Ouvir /

A declaração, feita esta sexta-feira, esclarece notícias divulgadas pela imprensa; segundo equipe, até o momento não há nenhuma prova e nenhuma previsão de que o vírus esteja passando por um processo de mutação.

Foto: Irin/Tommy Trenchard

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

A Missão da ONU de Resposta de Emergência contra Ebola, Unmeer, afirmou esta sexta-feira que o vírus da doença não é transmitido pelo ar.

A declaração foi feita para esclarecer algumas notícias divulgadas pela imprensa internacional. O ebola já infectou 7178 pessoas. O número de mortes é 3388, segundo o último boletim da Organização Mundial da Saúde.

Objetivo

Segundo a Missão da ONU, até o momento não há nenhuma prova e nenhuma previsão de que o vírus esteja passando por um processo de mutação que possa levá-lo a ser transmitido pelo ar.

O chefe da equipe, Anthony Banbury, afirmou que o objetivo da Unmeer é contribuir com os esforços internacionais e nacionais para acabar com o surto da doença e salvar vidas.

Banbury afirmou "que esta é a crise mais complexa e difícil já vista". Ele citou questões de saúde, de logística e de operações.

Serra Leoa

Ele chegou esta sexta-feira a Serra Leoa, um dos três países mais atingidos pela crise de saúde.

Durante sua visita à Libéria, nesta quinta-feira, Banbury disse que a missão espera trabalhar de perto não só com o governo liberiano, mas também com os de Serra Leoa e da Guiné para atingir a meta de acabar com a doença.

Ele declarou que apesar dos "bons resultados" alcançados até agora, muita coisa ainda precisa ser feita para pôr um fim à ameaça do vírus.

Riscos

A Missão da ONU afirmou que existem riscos e preocupações reais quanto ao surto de ebola, a cada dia mais pessoas são infectadas e morrem porque não recebem o tratamento que necessitam.

A Unmeer declarou que o vírus só se propaga através do contato com fluídos corporais. A Organização Mundial da Saúde está monitorando a situação de perto.

Segundo a OMS, em geral, os vírus passam por mutações, mas esse é um processo complexo que leva tempo.

As autoridades afirmaram que o procedimento mais seguro que as pessoas podem adotar é evitar contato direto com fluídos corporais de pessoas que tenham ebola, como também de locais e roupas contaminadas.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 20 DE OUTUBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 20 DE OUTUBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031