Jovens mulheres encorajadas a integrar polícia do Timor-Leste

Ouvir /

Pnud diz que 38% das timorenses já foram vítimas de violência, por isso a necessidade de ampliar o contingente feminino da Polícia Nacional; agência da ONU realiza programa de capacitação no país.

Foto: Pnud Timor-Leste

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque. 

Segundo o Programa da ONU para o Desenvolvimento, Pnud, 38% das mulheres de Timor-Leste sofrem violência física desde os 15 anos de idade. Uma proporção maior, entre 30% e 50%, continua a sofrer abusos dos seus parceiros em algum momento do relacionamento.

Por isso, a agência da ONU alerta para a necessidade do aumento do contingente feminino da Polícia Nacional de Timor-Leste. Atualmente, apenas 590 mulheres fazem parte, a representar 18% da força policial.

Casos

Apesar do número ser maior em comparação com outros países da região, o Pnud diz ser insuficiente para as necessidades timorenses. A superintendente-assistente da Polícia Nacional disse ser preciso garantir mais mulheres no órgão.

Ao Pnud, Umbelina Soares destacou que muitos casos de violência no país são baseados no género da vítima, como violência sexual e física, abusos mentais e opressão económica.

Estabilidade

Umbelina Soares lembra que as vítimas sentem-se mais confortáveis para falar e relatar crimes a polícias do sexo feminino. A representante acredita que a entrada de jovens pode levar estabilidade e segurança às comunidades timorenses.

No ano passado, a agência da ONU iniciou um projeto para reforçar a capacidade administrativa da Polícia Nacional, com duração de dois anos. Um dos objetivos é apoiar a participação feminina e desenvolver uma estratégia de recursos humanos para atrair mulheres para o corpo policial.

Habilidades

O projeto também visa reforçar avanços no campo da informação tecnológica e relações públicas. Foi produzida uma série de anúncios para TV e rádio, a mostrar as funções das mulheres na Polícia Nacional de Timor-Leste e as competências necessárias para futuras candidatas.

Para responder com rapidez aos casos de violência de gênero, o Pnud ajudou no desenvolvimento de um vídeo interno, sobre como utilizar as tecnologias da informação para melhorar os seus serviços.

Cerca de 3,5 mil membros da polícia, homens e mulheres, vão ter acesso ao vídeo e participar na formação.

 

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031