Idosos são destaque do Dia Internacional para Redução de Riscos de Desastre

Ouvir /

Organização Mundial da Saúde diz que é preciso dar mais atenção às pessoas na terceira idade antes, durante e após situações de emergências em desastres naturais e outras crises humanitárias.

Idosa no Haiti. Foto ONU/Marco Dormino

Mônica Villela Grayley, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas marcam neste 13 de outubro o Dia Internacional para Redução de Riscos de Desastre destacando a situação de pessoas idosas em meio a emergências.

Em comunicado, a Organização Mundial da Saúde, OMS, juntou-se a outras agências internacionais para pedir mais atenção antes, durante e após crises humanitárias. O tema deste ano é "Idosos e Desastres".

Informações

O diretor de Gerenciamento de Risco e Resposta Humanitária da OMS disse que os idosos não estão recebendo a assistência de que precisam em casos de desastres naturais. Rick Brennan contou que isso tem se repetido em várias situações de crises, nos últimos anos.

Especialistas afirmam que os idosos acabam tendo que arcar com responsabilidades da família em épocas de emergências, além disso são eles que também dão informações aos que respondem às catástrofes.

Para a OMS, os países têm de reforçar suas ações de planejamento e preparação como, por exemplo, medidas de evacuação que levem em conta a situação dos idosos.

Japão e Estados Unidos

O problema existe também em países desenvolvidos. Em 1995, durante o terremoto de Kobe, no Japão, mais da metade das mortes imediatas ocorreu entre pessoas com mais de 60 anos.

No tremor de 2011, 57% dos mortos no Japão tinham 65 anos ou mais. E sete em cada 10 vítimas do furacão Katrina, nos Estados Unidos, em 2005, eram idosos.
A pobreza é um outro fator de risco para as pessoas na terceira idade. Nos países em desenvolvimento, quase 80% dos idosos são afetados pela pobreza.

2050

A maioria vive em condições inseguras, em áreas de risco e não têm como fugir rapidamente dos desastres.

O acesso a medicamentos, água, energia e alimentos também é mais difícil em situações de emergência para quem vive na terceira idade.

Para a OMS, é hora de tratar o tema com urgência, uma vez que mais de 11% da população mundial têm mais de 60 anos.

Em 2050, ese número irá dobrar, representando quase 2 bilhões de pessoas.

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 12 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031