FMI reduz previsão de crescimento da economia global para 2014-2015

Ouvir /

Fundo diz que fraca recuperação econômica mundial está afetando vários países; instituição financeira calcula que crescimento econômico do Brasil deve ser de apenas 0,3% neste ano e de 1,4% em 2015.

Previsão de crescimento do Brasil caiu de 1,3% para 0,3% neste ano. Foto: Banco Mundial/Mariana Ceratti

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O Fundo Monetário Internacional reduziu esta terça-feira a previsão de crescimento da economia global para 3,3% neste ano e para 3,8% em 2015.

Em relação ao relatório divulgado em julho, a queda foi de 0,1% e de 0,2% respectivamente.

Crise

A instituição citou como razões para a queda os efeitos da crise financeira, o baixo potencial de crescimento e a fraca e desnivelada recuperação global.

Segundo o Fundo, a redução reflete retrocessos na atividade econômica dos países desenvolvidos no primeiro semestre de 2014. Além disso, indica uma previsão menos otimista para várias economias emergentes.

Brasil

No caso do Brasil, o FMI reduziu a previsão de crescimento de 1,3% para 0,3% neste ano, e de 2% para 1,4% em 2015.

O relatório afirma que os investimentos continuam fracos no país e que o Produto Interno Bruto sofreu uma retração nos dois primeiros trimestres do ano.

Além disso, o FMI cita o consumo moderado devido a um aperto no crédito e também à baixa confiança de consumidores e empresários na economia. Para o Fundo, todos esses fatores juntos, associados a uma fraca competitividade, devem manter um baixo crescimento econômico até 2015.

O México deve crescer bem mais que o Brasil, 2,4% neste ano e 3,5% no ano que vem.

Desenvolvidos x Emergentes

A previsão para os países desenvolvidos se manteve praticamente inalterada para este ano, com um crescimento de 1,8% e de 2,3% para 2015. Já no caso dos emergentes, o bloco que inclui além do Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, deve crescer 4,4% agora em 2014 e 5% no ano que vem.

Na zona do euro, o FMI reduziu a previsão de crescimento para 0,8% e 1,3%, respectivamente, para 2014-2015.

Na África Subsaariana, o Fundo diz que o desempenho este ano deve cair de 5,5% para 5,1% e vai registrar em 2015 um avanço calculado em 5,8%.

Liderança

A China lidera com uma alta de 7,4% e 7,1% para os próximos dois anos. Logo atrás vem a Índia, com previsão de 5,6% e 6,4% para o mesmo período.

A economia americana deve sofrer uma melhora ainda em 2014. Alemanha, França e Japão devem registrar uma queda no crescimento, e o Reino Unido deve se manter inalterado. Já em relação à Itália, o FMI prevê uma retração econômica neste ano.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031