FAO vai formar professores em educação nutricional em Moçambique

Ouvir /

Beneficiários são docentes do ensino primário de dois distritos da província de Tete; representante da agência defende necessidade de inovação na produção.

Foto: PMA/Moçambique

Ouri Pota da Rádio ONU em Maputo 

Professores moçambicanos participam numa formação sobre nutrição, que inclui temas como índice de massa corporal, importância da alimentação escolar e das hortas para a alimentação dos alunos.

A iniciativa da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, decorre em finais de outubro nos distritos de Changara e Cahora Bassa na província central de Tete.

Crédito

Em conversa com a Rádio ONU em Maputo, o representante da agência em Moçambique, Castro Camarada, disse que o crédito dado ao agricultor não é suficiente.

"Não se pode, de maneira nenhuma, manter-se uma situação de produção para subsistência apenas que se perpetua a pobreza. O sistema tem que evoluir, mas tem que se inovar em vários aspetos, da tecnologia, da investigação, do tipo de apoio que se dá, mecanismos de créditos para apoiar o subsetor, inclusive o seguro, para haver um salto, uma transformação tecnológica que permita aumentar a produtividade nas explorações dos produtores familiares."

Sementes

Em Moçambique, cerca de 3,2 milhões de pequenos produtores dedicam-se à agricultura, muitas vezes sem recorrer a tecnologias apropriadas. Nas zonas rurais há falta de insumos agrícolas, a maioria dos agricultores não utiliza sementes melhoradas, adubo ou tração animal.

A situação é tida como um desafio para a FAO em Moçambique, segundo o representante.

Distritos

"Estamos a pilotar também uma abordagem para facilitar os insumos agrícolas que é o uso de senhas. Estamos a fazer através de um programa com o ministério de agricultura numa série de distritos no país, em que se atribuem senhas que tem um determinado valor e que permitem que os produtores acedam meios de produção junto de distribuidores desses insumos."

Um seminário a realizar-se a 6 de novembro em Maputo deve marcar o encerramento das atividades alusivas ao Dia Mundial da Alimentação.

No âmbito do Ano Internacional da Agricultura Familiar, assinalado este ano pelas Nações Unidas que visa aumentar a visibilidade da agricultura familiar e dos pequenos agricultores, com foco na erradicação da fome e da pobreza.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031