Entrevista: Semana da África na ONU

Ouvir /

Evento de 13 a 17 de outubro ocorrerá na Assembleia Geral em Nova Iorque; participam das discussões o subsecretário-geral Magde Abelaziz, o presidente da Assembleia Sam Kutesa e o vice-secretário-geral da ONU, Jan Eliasson; reuniões serão abertas com uma discussão de alto nível "África que queremos: apoio do Sistema ONU à Agenda 2063 da União Africana."

Raul Cabral. Foto: Rádio ONU

 

O diretor e chefe de Políticas de Coordenação, Advocacia e Programas de Desenvolvimento do Escritório do Conselheiro Especial do Secretário-Geral para África fala à Rádio ONU sobre a Semana da África, um evento em parceria com a União Africana, que começa este 13 de outubro, em Nova Iorque.

Raul Cabral afirma que A Semana da África, realizada na Assembleia Geral da ONU, deve fortalecer a parceria das  Nações Unidas com o continente e os demais atores da comunidade internacional.

Este ano, haverá uma série de eventos incluindo o painel de alto nível “África que queremos: apoio do Sistema da ONU à Agenda 2063 da União Africana.”

O especialista lembrou que apesar dos desafios nas áreas de desenvolvimento, paz e segurança, África é um dos continentes que mais crescem atualmente.

Cabral acredita que os debates na ONU ajudarão a consolidar os tópicos da Agenda 2063, como é conhecido o plano de desenvolvimento apoiado pela União Africana para os próximos 50 anos.

O diretor do Escritório do Conselheiro Especial e embaixador Magde Abdelaziz finalizou dizendo que os países de língua portuguesa em África podem esperar do evento o mesmo que as demais nações africanas “que haja uma atenção muito mais dedicada à questão africana, que se fale das promessas que o países africanos vêm fazendo de terem programas de desenvolvimento bem organizados e estruturados e que possam inpirar uma maior fé naquilo que os países africanos podem fazer.”

Raul Cabral elogiou os novos rumos da Guiné-Bissau após as eleições, lembrou o avanço da paz em Moçambique e as eleições gerais marcadas para este ano, e disse que Angola está crescendo a taxas altas demonstrando que o continente tem obtido resultados, mas que ainda há muito a fazer para que haja maior prosperidade em África como um todo.

Acompanhe a conversa com Mônica Villela Grayley.

Duração: 09:39″

Compartilhe

Parte 1 Ouvir / Parte 2 Ouvir /
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031