Brasil se torna 3º maior destino de migrantes na América do Sul

Ouvir /

País recebeu 600 mil pessoas e Argentina e Venezuela permanecem os países com maior número de migrantes na região segundo OIM; XIV Conferência Sul-Americana sobre Migração acontece em Lima, no Peru.

Rio de Janeiro, Brasil. Foto: Unic Rio/Gustavo Barreto

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York

O Brasil se tornou o terceiro maior destino de migrantes na América do Sul, com 600 mil estrangeiros no país. Os dados são da Organização Mundial para Migrações, OIM.

A Argentina e a Venezuela continuam os dois principais destinos da região com 1,8 milhão  e 1 milhão de migrantes, respectivamente. Os números são de 2010.

Conferência

Segundo estimativas da OIM, pelo menos 6,6 milhões de pessoas que nasceram na América do Sul moram fora de seu país natal, principalmente na Espanha, 2,1 milhões, e nos Estados Unidos, 1,3 milhão. Os principais países de origem seriam Equador, Colômbia e Peru.

O diretor-geral da OIM, William Lacy Swing, está em Lima, capital peruana, onde participa da XIV Conferência Sul-Americana sobre Migração. O tema deste ano é "Imigração e Inclusão: Um Desafio para a Integração Sul-Americana".

Representantes dos 12 países sul-americanos e delegações do México e Nicarágua estão trocando informações sobre tendências da área na região e discutindo políticas e experiências.

Segundo a OIM, além de inclusão social e migração, os participantes também estão debatem o avanço feito até o momento nos objetivos acordados no Plano de Desenvolvimento Humano Sul-Americano para Migração e a Declaração de Cartagena. O documento foca na regularização como forma de fortalecer os direitos humanos dos migrantes e integração regional.

Outros tópicos abordados na conferência são o tráfico de migrantes, menores desacompanhados, migração extra-continental  e entre fronteiras e mudanças climáticas.

Retorno

De acordo com o órgão, padrões na América do Sul incluem migração regional, especialmente entre países vizinhos. Desde os anos 1990, a região tem sido um destino crescente de migrantes. Argentina continua sendo o país que mais recebe pessoas. O Brasil e o Chile têm se tornado novos destinos nos últimos anos.

A OIM afirma que outra tendência tem sido o retorno ao país de origem, assim como a crescente volta da Europa de sul-americanos com dupla nacionalidade. Outro fluxo emergente é o de migrantes de fora da região, vindos da África, Ásia, Europa, Estados Unidos e Caribe, principalmente Haiti e República Dominicana.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 14 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031