Ban: pelo menos 700 milhões saíram da pobreza extrema entre 1990 e 2010

Ouvir /

Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza é celebrado nesta sexta-feira; secretário-geral mencionou que meta do Objectivo de Desenvolvimento do Milénio de reduzir para metade o número de pessoas que vivem na pobreza foi alcançada antes do tempo.

Erradicação da pobreza é um dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. Foto: Pnud

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

O secretário-geral da ONU afirmou que a meta do Objectivo de Desenvolvimento do Milénio de reduzir para metade o número de pessoas que vivem na pobreza foi alcançada antes do tempo.

Ban Ki-moon destacou ainda que "pelo menos 700 milhões de pessoas saíram da pobreza extrema entre 1990 e 2010".

Data

A declaração foi feita em mensagem sobre o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza. A data é celebrada nesta sexta-feira, 17 de outubro.

Ban referiu que neste dia "todos comprometem-se a pensar, decidir e agir em conjunto contra a pobreza extrema e a planear um mundo em que ninguém é deixado para trás".

Apesar deste enorme sucesso, o chefe da ONU diz que uma em cada cinco pessoas em regiões em desenvolvimento, o equivalente a 1,22 mil milhões, vivem com menos de US$ 1,25 por dia. Segundo ele, 2,4 mil milhões vivem com menos de US$ 2 diários.

Discriminação

O secretário-geral afirmou que desde o início da crise financeira, a desigualdade cresceu de forma ainda mais acentuada do que já era. A discriminação contra as mulheres e meninas continua a ser uma injustiça flagrante, roubando toda a empresa de desenvolvimento de uma das chaves para o progresso.

Ban explicou que a pobreza enraizada e o preconceito, e vastos abismos entre riqueza e miséria, podem minar o tecido das sociedades e levar à instabilidade.

"Onde a pobreza impera, as pessoas não progridem. As vidas desfiguradas pela pobreza são cruéis, más e, muitas vezes, curtas”, afirmou o representante da ONU.

Prosperidade

Ban  disse que "enquanto o mundo prepara a agenda de desenvolvimento sustentável pós-2015 e procura dar resposta à ameaça da mudança climática, não devemos perder de vista a nossa obrigação mais fundamental: a erradicação da pobreza em todas as suas formas".

Para o chefe das Nações Unidas é preciso também acabar com a marginalização dos que vivem na pobreza. Segundo ele, o conhecimento e as perspectivas dessas pessoas são vitais para encontrar soluções significativas e duráveis.

Ban exortou os Estados membros e todos os parceiros a agir de forma decisiva e em conjunto para erradicar a pobreza e construir um futuro sustentável, pacífico, próspero e justo para todos. Ele afirmou que o objetivo deve ser a prosperidade para todos, não apenas para alguns.

*Apresentação: Eleutério Guevane.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031