Após alegações contra a Unamid, Ban quer maior transparência da missão

Ouvir /

Missão Conjunta em Darfur foi acusada de cobrir crimes contra civis e capacetes azuis; equipa examinou casos e não encontrou evidências, mas "tendência da Unamid" em deixar de informar a ONU na totalidade sobre episódios.

Missão em Darfur. Foto: Unamid/Albert González Farran

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A pedido do secretário-geral da ONU, foi feita uma avaliação sobre recentes alegações contra a Missão Conjunta da União Africana e da ONU em Darfur, Unamid.

Foi informado que a missão teria coberto de forma intencional crimes contra civis e soldados de paz. A equipa que revisou o caso examinou material relacionado aos 16 incidentes que serviram de base para as alegações.

Incidentes

Também foram entrevistados ex-funcionários e atuais empregados da Unamid e da sede da ONU. A equipa de revisão não encontrou qualquer prova que pudesse apoiar as alegações.

Mas segundo o porta-voz do secretário-geral, foi verificada uma "tendência em não relatar os acontecimentos na totalidade, a não ser que houvesse certeza absoluta dos factos".

Em cinco dos casos examinados, a Unamid não forneceu um relatório completo à sede da ONU sobre as circunstâncias dos incidentes. Os casos podem envolver infrações praticadas pelo governo ou por forças pró-governo.

Silêncio

A equipa de revisão constatou que a Missão tomou uma atitude demasiado conservadora com a mídia, mantendo o silêncio em ocasiões em que poderia ter mantido contato com a impressa, mesmo na ausência dos factos.

O secretário-geral da ONU está profundamente preocupado com os desdobramentos. Ban Ki-moon reconhece que a Unamid está a enfrentar desafios únicos devido ao seu complexo mandato e ao ambiente de suas operações.

Mesmo assim, Ban destaca que não ser possível tolerar em qualquer circunstância a opção por manter o silêncio ou deixar de reportar na totalidade alguns incidentes a envolver violações de direitos humanos, ameaças e ataques contra soldados de paz.

Transparência

O secretário-geral irá tomar todos os passos necessários para garantir relatórios precisos por parte da Unamid e para que informações sensíveis sejam levadas à sede da ONU e ao Conselho de Segurança de forma rápida.

A política de mídia da missão em Darfur será reavaliada para garantir maior abertura e transparência. Espera-se que a Unamid relate formalmente investigações do governo sobre possíveis mortes ou ferimentos de capacetes azuis.

Garantir que as Nações Unidas reajam contra abusos e identifique os responsáveis é um objetivo-chave da iniciativa À Frente dos Direitos Humanos, lançada por Ban Ki-moon. O chefe da ONU quer garantir que todas a missões sigam as regras, em especial as relacionadas aos direitos humanos e à proteção dos civis.

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031