Angola deve ser eleita para assento rotativo no Conselho de Segurança

Ouvir /

País é candidato único no grupo de África para o órgão da ONU; votação ocorre esta quinta-feira na Assembleia Geral em Nova Iorque; se eleito, país substituirá o Ruanda.

Assembleia Geral. Foto: ONU/Amanda Voisard

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Angola está a concorrer sozinha a um assento rotativo no Conselho de Segurança da ONU com mandato de dois anos.

Angola é candidato único no grupo dos países africanos para o período de 2015-2016. A votação ocorre nesta quinta-feira na Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque.

Ruanda

O mandato não renovável deve ser assumido a partir de 1 de janeiro em substituição do Ruanda. O país está a ser representado pelo ministro das ministro angolano das Relações Exteriores, Georges Chicoti, e o secretário de Estado das Relações Exteriores, Manuel Augusto.

Segundo agências de notícias, a candidatura de Angola foi endossada pelo Conselho Executivo da União Africana em janeiro passado.

Outros candidatos únicos que estão na mesma situação são a Malásia pela Ásia-Pacífico e a Venezuela pelos países da América Latina e Caraíbas.

O país lusófono já esteve representado no órgão em 2003 e 2004.

Disputa

A disputa para dois cargos e três candidatos ocorre entre a Nova Zelândia, a Espanha e a Turquia, que concorreram para dois assentos reservados no grupo da Europa Ocidental e outros Estados.

As cadeiras são atualmente ocupadas pela Austrália e pelo Luxemburgo.

*Apresentação: Denise Costa.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031