OMS calcula problemas mentais em 20% da população em Gaza

Ouvir /

Destruição em Gaza. Foto: Ocha

Estimativa foi anunciada após o recente confronto com Israel; segundo a agência, estudos sugerem que conflitos armados causam "níveis significativos" de depressão e stress pós-traumático.

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, calcula que cerca de 360 mil pessoas, 20% da população de Gaza, estão sofrendo uma série de questões de saúde mental após o conflito recente com Israel.

A informação é de Dyaa Saymah, encarregado de saúde mental da agência na Faixa de Gaza.

Depressão

Segundo a OMS, estudos sugerem que conflitos armados causam níveis "significativos" de depressão e stress pós-traumático. Em média, seriam 17% e 15%, respectivamente, de uma população afetada.

Segundo Saymah, a prioridade no momento é avaliar o impacto que o conflito teve nos serviços de saúde mental em Gaza e ampliar os serviços rapidamente.

De acordo com a OMS, mesmo antes da crise recente, o sistema de saúde mental do local já estava tendo dificuldade em responder à demanda.

Comparação

O representante da OMS para saúde mental e emergências, Mark Van Ommeren, falou a jornalistas nesta sexta-feira em Genebra.

O especialista afirmou que, segundo estimativas da agência, após os últimos conflitos uma em cada cinco pessoas em Gaza está sofrendo de problemas mentais sérios o suficiente para precisar de serviços de saúde.

Ele destacou que em outras partes do mundo, este número é, em média, uma em cada 10 pessoas.

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031