Na ONU, presidente palestino acusa Israel de "falhar no teste da paz"

Ouvir /

Mahmoud Abbas discursou na Assembleia Geral da ONU, nesta sexta-feira, e disse que o país "escolheu uma guerra de genocídio contra o povo palestino"; primeiro-ministro de Israel deve assumir a tribuna na segunda-feira para discursar nos debates de líderes internacionais.

Mahmoud Abbas discursa na Assembleia Geral. Foto: ONU/Amanda Voisard

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

O presidente do Estado da Palestina, Mahmoud Abbas, falou à Assembleia Geral das Nações Unidas que a "hora da independência do Estado da Palestina chegou".

Em seu discurso, nesta sexta-feira, ele afirmou que "há uma ocupação que deve terminar agora" e "um povo que deve ser libertado imediatamente".

Gaza

Abbas declarou que "neste ano, proclamado pela Assembleia Geral da ONU como Ano Internacional de Solidariedade com o Povo Palestino", Israel "escolheu fazer uma nova guerra de genocídio contra o povo palestino".

Segundo agências de notícias, a decisão israelense de atacar a Faixa de Gaza ocorreu após o assassinato de três adolescentes na Cisjordânia. Eles foram  sequestrados e mortos em junho.

Na ONU, Abbas disse que a "última guerra contra Gaza" foi uma "série de crimes que aconteceu diante dos olhos e ouvidos de todo o mundo".

O líder afirmou que os palestinos "não vão esquecer, nem perdoar" e que os palestinos têm direito legítimo de se defender "contra a máquina de guerra israelense". Ao mesmo tempo, Abbas declarou que os palestinos vão sempre manter "respeito e compromisso com a lei internacional".

Solidariedade

O presidente palestino afirmou que "o governo israelense mais uma vez falhou no teste da paz".

Ele declarou ser "impossível voltar ao ciclo de negociações que fracassou em lidar com a questão fundamental".

Abbas disse ainda que todas as manisfestações de solidariedade "em apoio à liberdade para a Palestina constituíram mensagem importante aos que estavam enfrentando genocídio em Gaza, ajudando com que eles sentissem que não estavam sozinhos".

Na segunda-feira, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, deve ocupar a tribuna da Assembleia Geral para representar o país nos debates de líderes internacionais.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031