Metade dos habitantes do planeta serão internautas em três anos

Ouvir /

Até finais deste ano, 2,9 mil milhões de pessoas devem estar online; relatório "Estado da Banda Larga 2014" indica que ocorre a expansão tecnológica mais rápida na história humana.

Estudo revela que metade da população terá acesso à internet nos próximos três anos. Foto: UIT

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.*

Mais de metade da população mundial terá acesso à internet nos próximos três anos, revela um relatório lançado em Nova Iorque.

"O Estado da Banda Larga 2014: Banda Larga para Todos" é apoiado pela União Internacional das Telecomunicações, UIT, e a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura, Unesco.

Crescimento

O estudo  defende que a expansão será possível devido ao acesso à banda larga móvel através de smartphones e de tablets. Estes dispositivos são considerados os responsáveis pelo mais rápido crescimento da tecnologia na história da humanidade.

Até ao fim deste ano, prevê-se que 2,9 mil milhões de pessoas estejam online. O número equivale a mais de 40% de habitantes do planeta. Em 2013, 2,3 mil milhões de pessoas tinham acesso à rede.

Internautas

Como demonstra o relatório, dos países de língua portuguesa, Portugal tem 62% de internautas o que coloca o país no lugar 55 a nível global. O Brasil tem 51,6, São Tomé e Príncipe 23 e Angola 19,1.

Conforme o estudo, Cabo Verde tem 37,5 internautas em cada 100 habitantes, Moçambique 5,4, Guiné-Bissau 3,1 e Timor-Leste com apenas 1,1 utilizador por cada 100 habitantes.

Em termos de utilizadores ativos da banda larga móvel entre os países lusófonos, o Brasil tem 51,5 utilizadores em cada 100 habitantes.

Subscritores

A Comissão da Banda Larga para o desenvolvimento Digital coloca em segundo lugar Cabo Verde no lugar 47 com 42,6 usuários. Portugal tem cerca de 37 subscritores.

Em Angola, há 12 internautas em cada 100 habitantes, São Tomé e Príncipe 7,1 e Guiné-Bissau tem zero utilizador em cada 100 habitantes.

Na Banda larga fixa Portugal lidera na posição 38 com 23,8 utilizadores. Em 73º está o Brasil com 10,1 e Cabo Verde está no lugar 101 com 4,3.

Habitações

No Brasil, 42,4 % das habitações estão ligadas à internet. Segue-se Cabo Verde com 22,8, Angola com 7, 9, Moçambique com 4,6 e Guiné-Bissau com cerca de 1,8%.

O relatório aponta que 140 países têm um plano nacional, de estratégia, projeto ou política de promoção da banda larga. Outros 13 Estados estão a planear introduzir essas medidas num futuro próximo.

*Apresentação: Denise Costa.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031