Empresários querem que negócios melhorem direitos humanos em África

Ouvir /

Centenas de delegados de Fórum sobre o tema no continente apelaram à proteção adequada contra os abusos na área; um dos objetivos é que seja garantida indemnização das vítimas.

Economias africanas são as que mais crescem no mundo. Foto: Banco Mundial/Jonathan Ernst

Eleutério Guevane, Rádio ONU em Nova Iorque.

Mais de 200 empresários e peritos internacionais apelaram para tornar os negócios uma força que melhore os direitos humanos em África.

A recomendação do 1º. Fórum Africano sobre Empresas e Direitos Humanos é que haja proteção adequada contra os abusos dos direitos relacionados com negócios. Por outro lado, pretende-se assegurar que as vítimas possam obter indemnização. O evento encerrou, esta quinta-feira em Adis Abeba.

Recursos

O presidente do Grupo de Trabalho da ONU sobre Empresas e Direitos Humanos apontou para o rápido crescimento económico no continente, acompanhado de novos investimentos em terras e recursos naturais. Mas observou que está a aumentar a consciência do que leva os  direitos humanos a serem considerados nas estratégias e operações de negócios.

O evento marcou o compromisso da União Africana e das Nações Unidas em unirem forças para apoiar práticas empresariais responsáveis, que devem ser implementadas à luz dos direitos humanos básicos.

Investimentos

O vice-secretário executivo da Comissão Económica da ONU para África, Abdalla Hamdok, disse tratar-se do meio para garantir o interesse e o bem-estar dos povos de África. Ele frisou o papel fundamental de um bom negócio para a sustentabilidade dos investimentos.

O encontro, que debateu os desafios atuais em África, foi organizado pelo  Grupo de Trabalho das Nações Unidas sobre Empresas e Direitos Humanos.

Como parceiros estiveram a Comissão da União Africana, a Comissão Económica da ONU para a África e o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

Problemas e Soluções

Uma das propostas do encontro é que sejam definidos planos de acção nacionais para  fazer avançar a agenda de negócios e dos direitos humanos. Os projetos devem ser desenvolvidos com envolvimento de partes interessadas para identificar os problemas e buscar soluções.

O evento realizado a nível africano deve ajudar a preparar o Fórum Mundial da ONU sobre Empresas e Direitos Humanos, previsto  para o período entre 1 e 3 dezembro desde ano em Genebra.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031