Darfur: Unamid quer investigação de incidente em campo de deslocados

Ouvir /

Centenas de residentes em protesto levaram ao envio de reforços para deter distúrbios; operação de paz pede contenção às autoridades e aos residentes que se abstenham de atividades criminosas.

Acampamento de deslocados na área de Kalma. Foto: Unamid/Albert Gonzalez Farran

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

A Missão da ONU e da União Africana em Darfur, Unamid, pediu a investigação minuciosa de um incidente com um número indeterminado de vítimas num acampamento de deslocados na área de Kalma.

Nesta sexta-feira, cerca de 400 residentes manifestaram-se contra o governo perto de um mercado, após distúrbios que culminaram com tiros contra os manifestantes na região de Darfur Sul.

Protesto

Horas antes, os deslocados internos cavaram uma vala para impedir o acesso ao acampamento, após um protesto diante do Centro de Policiamento Comunitário da Unamid.

De acordo com a missão, no dia anterior forças policiais sudanesas entraram no complexo e seguiram por uma via que separa as várias seções do campo.

As ações levaram a cerca de 100 deslocados internos, na maioria jovens, a apedrejar o centro policial local.

O dia foi marcado pelo ferimento ligeiro de um soldado de paz e danos nas instalações. A Unamid disse ter enviado reforços para garantir a segurança do seu pessoal, que se retirou momentos depois.

Uso da Força

A Unamid quer que seja evitado qualquer uso desproporcional ou indiscriminado da força. A operação de paz reafirma o seu compromisso da proteção de civis e manifestou apreensão com a escalada das tensões no campo.

A missão disse ainda que a violência poderia minar os esforços tanto do Sudão como a nível internacional para identificar soluções pacíficas para o conflito no Darfur.

Responsabilidade

Por isso, enfatiza a importância da contenção de todas as partes e recorda a responsabilidade de todos os lados envolvidos em manter o caráter humanitário dos acampamentos.

Aos deslocados, o apelo é que respeitem as leis do país, abstenham-se de atividades criminosas bem como de qualquer ação que possa prejudicar as perspetivas do alcance da paz em Darfur.

Ao governo sudanês, o pedido da operação de paz é que respeite os direitos humanos e as leis humanitárias.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 13 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031