Cantoras africanas participam de diálogo de alto nível na ONU

Ouvir /

Angélique Kidjo, do Benin, e Yvonne Chaka Chaka, da África do Sul, defenderam o direito das raparigas; artistas compareceram ao encontro com primeiras damas do continente na sede da ONU; evento tratou de saúde materno-infantil.

Angelique Kidjo. Foto: Rádio ONU

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Primeiras-damas de diversos países africanos se reuniram na sede das Nações Unidas para um diálogo de alto nível sobre saúde materna e de recém-nascidos.

As cantoras Angélique Kidjo, do Benin, e Yvonne Chaka Chaka, da África do Sul, participaram do encontro que teve como enfoque a saúde materno-infantil e das raparigas.

Adolescentes

Segundo a Organização das Primeiras-Damas Africanas contra HIV/Aids, Oafla, na sigla em inglês, e o Fundo de População das Nações Unidas, Unfpa, 22% do total da população da África são adolescentes. Isto representa cerca de 251 milhões de pessoas. Esta é a maior proporção de adolescentes do mundo.

Em comunicado, a associação e a agência afirmam que o continente precisa intensificar ações para abordar as necessidades destes jovens, em particular as raparigas, que seriam mais vulneráveis que os rapazes.

Em declaração no evento, a primeira-dama do Chade e presidente da Oafla, Hinda Deby Itno, pediu, em nome das primeiras-damas do continente, a mobilização de todos em prol da melhoria da saúde sexual e reprodutiva das raparigas em África.

Ela defendeu 18 anos como idade mínima para casamento de raparigas. A primeira-dama afirmou ainda que segundo estimativas de agências da ONU e do Banco Mundial, cerca de 500 mulheres morrem por dia em África de causas relacionadas à gravidez ou ao parto.

Moçambique 

Falando com a Rádio ONU, Angélique Kidjo elogiou o encontro com as primeiras-damas do continente. A cantora, que é embaixadora da Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, falou sobre a visita recente que fez a Moçambique.

Ela falou sobre o "perigo" de focar apenas nas grandes cidades e não nas áreas rurais e disse que teve a oportunidade de conhecer a primeira-dama do país.

Nelson Mandela 

Em entrevista à  Rádio ONU, a cantora sul-africana Yvonne Chaka Chaka falou sobre o legado de Nelson Mandela e afirmou que a África é "um grande continente" e que "só é preciso vontade política".

Ela também cantou trechos de uma canção durante a entrevista e arriscou algumas palavras em português.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031