Ban diz que "ODMs têm sido o maior impulso anti pobreza da história"

Ouvir /

Secretário-geral da ONU afirmou que foram formadas novas parcerias; ele pediu ajuda ao grupo de conselheiros para avançar com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio em alguns países.

Ban Ki-moon em encontro com grupo de conselheiros para os ODMs. Foto: ONU/Eskinder Debebe

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, afirmou que "os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, ODMs, têm sido o maior impulso anti pobreza da história".

No encontro, nesta quinta-feira, com o grupo de conselheiros para os ODMs, Ban disse que todos devem se orgulhar com o que foi alcançado na luta contra a pobreza, para melhorar a saúde, a educação e a igualdade de gêneros.

"Super Heróis"

O chefe da ONU chamou os conselheiros de "super heróis" na luta contra a pobreza. Entre eles estão o presidente de Ruanda, Paul Kagame, o enviado especial para os ODMs, Jeffrey Sachs, a ex-primeira dama da África do Sul e de Moçambique, Graça Machel, e a ex-ministra do Meio Ambiente do Brasil, Marina Silva. A ex-ministra brasileira não compareceu à reunião em Nova York.

Um relatório divulgado pelo grupo mostrou que o número de crianças com menos de cinco anos que morrem diariamente foi reduzido quase pela metade. Isso significa que 17 mil vidas estão sendo salvas todos os dias.

O índice de mortalidade materna caiu 45%. O coquetel de remédios para combater o HIV salvou a vida de 6,6 milhões de pessoas. Os esforços para combater a malária preservaram 3,3 milhões de vidas, e no caso da tuberculose, esse número sobe para 22 milhões.

Sucesso

Ele disse que o sucesso das metas do milênio mostraram o caminho que deve ser seguido para alcançar uma ambiciosa agenda para o desenvolvimento sustentável pós-2015.

Ban agradeceu o apoio e a ajuda dada pelos integrantes do grupo para atingir as Metas do Milênio.

O chefe da ONU afirmou que as metas transformaram a vida de milhões, tirando muitos da pobreza e colocando mais crianças nas escolas. Além disso, Ban disse que eles estão avançando na luta contra a malária e tuberculose.

O secretário-geral citou ainda que famílias e comunidades têm mais acesso à água potável.

Fome e Desnutrição

Apesar do progresso, Ban Ki-moon afirmou que a comunidade internacional precisa fazer mais para atingir as metas de combate à fome e à desnutrição infantil.

Ele disse que é necessário avançar também para reduzir a mortalidade infantil e materna, e para melhorar o saneamento básico.

O chefe da ONU declarou que além de acelerar o progresso para atingir as metas do milênio, eles devem se preparar para a agenda pós-2015.

Segundo ele, o documento vai exigir uma coordenação eficaz e contribuição de todos os parceiros.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 11 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031