ONU confirma libertação de jornalista americano nas Colinas do Golã

Ouvir /

Peter Theo Curtis foi entregue a forças de paz das Nações Unidas neste domingo; segundo relatos, ele estava sendo mantido em cativeiro por quase dois anos na Síria.

Foto ONU/Wolfgang Grebien

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

As Nações Unidas confirmaram que um jornalista americano foi libertado neste domingo e entregue a forças de paz da ONU nas Colinas do Golã.  Ele depois foi levado a autoridades dos Estados Unidos.

Segundo relatos, Peter Theo Curtis estava sendo mantido em cativeiro por militantes na Síria há quase dois anos.

ONU

Em nota, as Nações Unidas confirmaram que a organização trabalhou na libertação do jornalista.

De acordo com agências de notícias, ele foi capturado na fronteira entre a Turquia e a Síria em outubro de 2012.

Conselho de Segurança

Na sexta-feira, os membros do Conselho de Segurança condenaram com veemência o assassinato “hediondo e covarde” do jornalista americano James Foley pelo grupo Estado Islâmico do Iraque e do Levante.

Em nota, o órgão disse que o incidente é um “trágico lembrete” dos perigos cada vez maiores que os jornalistas enfrentam todos os dias na Síria. E que demonstra a brutalidade do grupo, responsável por abusos contra sírios e iraquianos.

 

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 8 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031