Em Bali, Ban realça liderança de jovens para futuro pacífico e sustentável

Ouvir /

Secretário-geral cita moçambicana Raquelina Langa e paquistanesa Malala para ilustrar o contributo juvenil para o diálogo global; Fórum Mundial da Aliança de Civilizações arranca esta sexta-feira; reunião de jovens decorreu nas vésperas do evento na cidade indonésia.

Ban Ki-moon e Nassir Abulaziz al-Nasser em Bali. Foto: ONU/Evan Schneider

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O secretário-geral das Nações Unidas considerou uma responsabilidade coletiva a tarefa de acabar com o discurso do ódio e promover a solidariedade humana.

Ban Ki-moon encerrou, nesta quinta-feira, um evento juvenil da Aliança das Civilizações intitulado "Unidade na Diversidade", em Bali.

Líderes 

Na cidade indonésia, o chefe da ONU sublinhou que sabe-se que não pode haver sucesso na construção de um futuro pacífico e sustentável sem líderes jovens.

A propósito, citou a moçambicana Raquelina Langa, uma estudante de 19 anos que esteve na ONU e reuniu-se com altos funcionários incluindo Ban Ki-moon.

O responsável disse que a jovem "contribuiu para o diálogo global da organização", e lembrou que ambos se encontraram durante a sua visita a Moçambique no ano passado, quando ela perguntou como poderia tornar-se secretária-geral.

Malala 

Ban destacou igualmente a paquistanesa Malala Yousafzai, que com ele dirigiu um evento também este mês. Depois de sobreviver a um ataque terrorista, a adolescente foi considerada "campeã mundial de educação".

O responsável mencionou que esta considera que os paquistaneses apoiam à paz, amam a democracia e opõem-se a qualquer tipo de brutalidade. Para o chefe da ONU, tal como grande parte do seu povo, Malala entende que as famílias do mundo querem viver em paz.

Abusos dos Direitos Humanos 

O secretário-geral disse que os jovens estão ligados a questões importantes atuais como a injustiça, a discriminação e os abusos dos direitos humanos.

A nível global, Ban declarou que os jovens estão a levantar as suas vozes para abafar os extremistas. Sobre os maiores problemas do grupo, ele apontou o emprego decente, os direitos humanos, e o ambiente limpo.

O chefe da ONU sublinhou que organização está a fazer todo o possível para incentivar uma mobilização mundial da juventude.

Fórum Mundial

Num encontro com o presidente indonésio, Susilo Bambang Yudhoyono, Ban agradeceu o acolhimento do VI Fórum Mundial da Aliança de Civilizações. O evento de dois dias arranca nesta sexta-feira.

Ambos discutiram igualmente as eleições na Indonésia, a situação no Médio Oriente, em Mianmar, na Ucrânia e no Iraque além da parceria entre a Indonésia e as Nações Unidas.

Compartilhe

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031